Moro diz aceitar debate a qualquer hora com Lula sobre o mensalão e o petrolão

Sergio Moro tem se tornado alvo de desafios para debates e, agora, tem feito o mesmo, chamando seus adversários para o embate

0

O ex-juiz Sergio Moro (Podemos) afirmou nesta sexta-feira (14) que aceita debater com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “a qualquer momento” sobre assuntos como o mensalão e o petrolão. Hoje pré-candidato à presidência, Sergio Moro tem se tornado alvo de desafios para debates e, agora, tem feito o mesmo, chamando seus adversários para o embate.

Não engana ninguém’, diz Maia após desenhar nariz de Pinóquio em foto de Moro

Na quinta (13), o ex-ministro foi chamado para debater sobre a reforma do Judiciário pelos integrantes do grupo de advogados Prerrogativas. Em resposta, nesta sexta-feira (14), ele afirmou que preferiria um confronto direto com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “a qualquer hora, sobre mensalão e petrolão”.

A polêmica com o grupo de advogados, que terminou na menção a Lula, esquentou depois que o advogado Marco Aurélio de Carvalho, coordenador do grupo autodenominado grupo de advogados “progressistas” e “antilavajatistas”, declarou que o plano do candidato do Podemos de fazer mudanças no Judiciário causa “espanto”.

Em resposta, Sergio Moro chamou o coletivo de “clube dos advogados pela impunidade” e de “advogados corruptos”. Depois desses comentários, integrantes continuaram a chamar o ex-juiz para o debate.

Em dado momento, Sergio Moro citou Lula, dizendo que preferiria debater diretamente com o petista. A menção ao ex-presidente não foi por acaso, isso porque foi o grupo Prerrogativas o responsável por organizar um jantar em dezembro de 2021.

Na ocasião, assim como publicou o Brasil123, Lula e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin se encontraram pela primeira vez em público após a revelação de uma possível chapa com o ex-tucano.

Recentemente, Sergio Moro trocou farpas com o também pré-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT). Por conta disso, ele afirmou, em entrevista ao canal “MyNews”, que não participaria de debates com Ciro, a menos que ele mudasse sua “postura ofensiva e agressiva”. Em resposta, Ciro disse que Sergio Moro não iria debater com ele porque sabe que será chamado de “corrupto”.

O presidente Jair Bolsonaro (PL), que participou apenas de dois debates nas eleições de 2018, também já alfinetou o ex-ministro, dizendo que Sergio Moro “não tem 10 segundos de debate”. Em resposta, o ex-juiz afirmou que Bolsonaro está com medo de não conseguir se reeleger e, por isso, fica  “desviando o foco das pessoas” com ofensas.

Leia também: Witzel vai ao STF para tentar reassumir o governo do Rio

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.