Estadão e o Globo criticam falas de Lula: ‘calado é um poeta’

Ambos os editoriais abordam as recentes falas políticas do ex-presidente e pré-candidato ao Executivo Luiz Inácio Lula da Silva

0

Tanto o jornal “Estado de S.Paulo” quanto “O Globo” publicaram nesta quinta-feira (05) editoriais que tiveram como foco críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O motivo dessas críticas foram as recentes declarações polêmicas do ex-chefe do Executivo. Segundo o “Estado de S.Paulo”, “Lula calado é um poeta”. Ainda conforme o jornal parece que o petista tem uma “cota de besteiras” para dizer.

“É impressionante. Não é à toa que o principal foco de crises em seu comitê de campanha seja a área de comunicação”, disse a publicação. Em outro trecho do editorial, o “Estadão” cita as falas de Lula sobre o presidente da Ucrânia, Volodmir Zelensky. Assim como publicou o Brasil123, o petista responsabilizou parcialmente o líder ucraniano pela guerra que vive hoje seu país.

“Lula trata como simétricas as posições da vítima e do agressor, o autocrata russo Vladimir Putin, um despautério que não tem o respaldo de nenhum líder democrático no mundo”, diz o jornal no editorial publicado em sua versão digital.

Já o “O Globo” preferiu dizer que Lula está “desorientado com a cena global”. A frase também é em referência à declaração sobre a guerra na Ucrânia.  “Negou-se a chamar o venezuelano Nicolás Maduro de ditador e afirmou que o ucraniano Volodymyr Zelensky era tão culpado quanto Vladimir Putin pela guerra na Ucrânia. São dois absurdos”, publicou o jornal carioca.

Em outro momento, “O Globo” também lembrou da declaração de Lula envolvendo o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) e os policiais. De acordo com o petista, o chefe do Executivo “não gosta de gente e sim de policiais”. A fala teve um efeito tão negativo que Lula, após receber pressão até de aliados, teve de pedir desculpa pela declaração.

Por fim, em um tom mais duro, o “Estadão” diz que, caso Lula continue proferindo essas declarações polêmicas, o Brasil passará a sentir saudades da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). “Malgrado o desastre de seu governo, ainda era possível achar graça nas bobagens de Dilma. Com Lula, não há graça nenhuma”, encerra o editorial do jornal paulista.

Leia também: Embaixada da Ucrânia quer audiência com Lula após o petista ter criticado o presidente ucraniano

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.