Embaixada da Ucrânia quer audiência com Lula após o petista ter criticado o presidente ucraniano

Durante sua entrevista à revista americana "Time", Lula disse que o presidente da Ucrânia se acha o "rei da cocada"

0

A Embaixada da Ucrânia no Brasil revelou na noite desta quarta-feira (04) que pretende realizar uma audiência com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O motivo: a declaração do ex-chefe do Executivo que, em uma entrevista à revista norte-americana “Time”, criticou Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia.

Assim como publicou mais cedo o Brasil123, na entrevista, Lula disse que Zelensky “quis a guerra” com a Rússia e poderia ter agido de maneira diferente com o objetivo de evitar o conflito. “Esse cara é tão responsável quanto o Putin. Ele é tão responsável quanto o Putin. Porque numa guerra não tem apenas um culpado”, disse o petista na oportunidade.

De acordo com a embaixada da Ucrânia, Lula está “mal informado sobre os motivos da guerra da Rússia contra a Ucrânia” e, por isso, seria interessante que o ex-presidente tivesse um encontro com a embaixada para entender mais sobre os acontecimentos recentes.

“A Embaixada planeja solicitar formalmente uma audiência do estimado ex-Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva com o Encarregado de Negócios da Ucrânia no Brasil Senhor Anatoliy Tkach para esclarecer a posição da Ucrânia”, disse em nota a embaixada ucraniana.

Os ataques na Ucrânia começaram no dia 24 de fevereiro deste ano e, segundo dados do Escritório de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas divulgados na última segunda-feira (02), já ocasionou a morte de 3.153 pessoas desde o início do conflito.

Para Lula, Zelensky quis a guerra. Isso porque, segundo o petista, caso o chefe do Executivo ucraniano não quisesse o confronto, teria “negociado um pouco mais”. “É assim. Eu fiz uma crítica ao Putin quando estava na Cidade do México, dizendo que foi errado invadir. Mas eu acho que ninguém está procurando contribuir para ter paz. As pessoas estão estimulando o ódio contra o Putin. Isso não vai resolver. É preciso estimular um acordo”, afirmou Lula.

Leia também: Lula diz que Bolsonaro estimula o ódio e que a campanha deste ano será a ‘mais incivilizada’

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.