Preço do aluguel de imóveis comerciais tem maior alta mensal desde 2014

FipeZap revela que preço de locação de imóveis subiu 0,58% em março, maior taxa dos últimos sete anos, mas bem abaixo da inflação

0

As pessoas que procuraram imóveis comerciais para alugar em março deste ano pagaram um pouco mais caro do que o normal. A saber, o preço médio do aluguel de imóveis comerciais subiu 0,58% no mês passado, maior avanço mensal desde novembro de 2014 (0,70%).

Em contrapartida, o preço de venda dos imóveis caiu 0,01% em março, mantendo-se praticamente estável. Os dados fazem parte do Índice FipeZap de Venda e Locação Comercial, divulgados nesta terça-feira (26).

Em resumo, o índice analisa o preço de sala e conjuntos comerciais do país. No entanto, os locais acompanhados são apenas os que possuem até 200 metros quadrados. Aliás, a entidade analisa estes preços em apenas 10 cidades brasileiras.

Embora a taxa mensal de aluguel dos imóveis comerciais tenha sido a mais elevada dos últimos sete anos, a variação ficou bem abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é a inflação oficial do Brasil, e do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M).

A saber, o IPCA subiu 1,62% em março, maior patamar para o mês dos últimos 28 anos. Por sua vez, o IGP-M avançou 1,74% no mês passado, ou seja, ambas as variações foram bem superiores às informadas pelo FipeZap.

Confira mais detalhes do levantamento do FipeZap

De acordo com o Índice FipeZap, o valor do aluguel teve uma alta firme em março devido aos avanços em Florianópolis (+1,19%) e Rio de Janeiro (+1,12%). A taxa também avançou em Belo Horizonte (+0,72%), Campinas (+0,61%), São Paulo (+0,44%), Brasília (+0,39%), Niterói (+0,36%), Porto Alegre (+0,27%) e Curitiba (+0,24%).

A única exceção foi Salvador, onde os preços se mantiveram praticamente estáveis no mês passado.

Já em relação aos preços de venda de salas e conjuntos comerciais, a alta mais expressiva foi registrada em Curitiba (+1,20%). Em seguida, ficaram Porto Alegre (+0,32%), Niterói (+0,30%), Campinas (+0,29%), Florianópolis (+0,28%), Rio de Janeiro (+0,04%) e São Paulo (-0,02%).

Por outro lado, os preços despencaram em Brasília (-2,57%), além de terem recuado em Salvador (-0,54%) e Belo Horizonte (-0,41%). Estes resultados negativos puxaram a taxa nacional para baixo em março.

Por fim, o FipeZap informou que o valor médio do metro quadrado de imóveis comerciais ficou em R$ 8.466/m2 para venda e em R$ 38,60/m2 para locação. A saber, São Paulo teve tanto o maior preço médio tanto para venda (R$ 9.832/m2) quanto para para aluguel (R$ 46,08/m2) em março.

Leia Também: Cenário global derruba Bolsa Brasileira; investidores fogem do país

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.