Lula segue líder, segundo pesquisa eleitoral

0

Segundo uma pesquisa feita pelo DataFolha, publicada nesta quinta-feira (23), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores, segue na liderança da corrida eleitoral de 2022. Além disso, Lula venceria no primeiro turno, pois apresenta mais de 50% dos votos válidos, segundo a pesquisa.

Já o atual presidente, Jair Messias Bolsonaro, do PL, apresenta 32% dos votos válidos e segundo a atual pesquisa, não conseguiria se reeleger.

A pesquisa aponta que Lula representa 47% das intenções de voto, enquanto Bolsonaro, 28% e Ciro Gomes, 8%. Em relação à pesquisa anterior, Lula oscilou para baixo dentro da margem de erro. O presidente Jair Bolsonaro e Ciro Gomes (PDT) oscilaram positivamente dentro da margem de erro em relação à pesquisa anterior, de 26 de maio deste ano, e têm 28% e 8%, respectivamente. Além disso, outros dez candidatos estão empatados tecnicamente.

Pesquisas passadas entre Lula e Bolsonaro

Os números atuais mostram uma evolução em relação à última pesquisa. Em maio, o ex-presidente Lula apresentava 48%, enquanto Bolsonaro apresenta 27%.

O levantamento Datafolha, contratado pela empresa Folha Da Manhã S.A., ouviu 2.556 pessoas, com 16 anos ou mais, entre os dias 22 e 23 de junho. As entrevistas foram feitas por abordagem pessoal, em pontos de fluxo populacional, em 181 cidades brasileiras de 25 estados e no Distrito Federal.

O índice de confiança é de 95% e a margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob protocolo.

Efeitos do atual cenário para a corrida presidencial

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro, do PL, tenta reverter o atual cenário econômico e político, a fim de transparecer um melhor cenário para as eleições presidenciais, o ex-presidente Lula segue trabalhando e fortalecendo suas alianças.

Ultimamente, Bolsonaro tem tentado estreitar relações com aliados e com a Petrobras, a fim de que o preço dos combustíveis seja reduzido, e dessa forma, evitar um aumento da impaciência da sociedade. Além disso, um dos seus ministros foi condenado recentemente, após investigação da polícia federal que comprovou desvios do MEC para pastores e igrejas do Brasil.

Além disso, o então presidente Bolsonaro foi a favor do congelamento de verbas em diversos setores como saúde e educação a fim de bancar a redução dos combustíveis. Enquanto isso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, criticou hoje o pedido do presidente Jair Bolsonaro, do PL, para a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a Petrobras. O petista declarou que o que deveria ocorrer era “uma CPI sobre o atual chefe do Executivo e o governo federal”.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.