Lula abre 17 pontos a frente de Bolsonaro, segundo PoderData

0

À medida que as eleições para o maior cargo público do país se aproximam, aumenta virtuosamente também as notícias, as projeções e as especulações em torno de qual será ou qual poderia ser o próximo presidente do Brasil.

Segundo pesquisa publicada pelo PoderData, 33% dos entrevistados avaliaram o governo Bolsonaro como ruim/péssimo em 2020, saltando para 44% em 2021 e, alcançando 53% no ano corrente. Enquanto isso, nos anos de 2020, 2021 e 2022, 33%, 35% e 27% dos entrevistados avaliaram o governo como ótimo/bom nos respectivos anos. De 2020 até hoje, a avaliação do governo como regular teve uma queda de 11 pontos percentuais, passando de 28% para 17% dos entrevistados.

Um candidato que surge como uma forte alternativa ao político vinculado ao PL, pelo qual vem sofrendo por uma crescente rejeição até então, é Luiz Inácio Lula da Silva, filiado ao PT. Lula esteve no cargo mais importante do país por 2 mandatos de 4 anos, de 2002 a 2010.

Além dos dados de aprovação do governo, o PoderData divulgou uma nova pesquisa em relação à intenção de votos dos eleitores para o primeiro e segundo turno das eleições presidenciais do dia 2 de outubro de 2022.

1° Turno das eleições

Nas últimas semanas, a distância entre Lula e Bolsonaro tem aumentado de forma substancial nas intenções de voto do primeiro turno. Na semana corrente, Lula aparece com 44% das intenções de voto. Uma diferença de 10 pontos percentuais para o concorrente do PL. Na segunda semana de maio essa diferença era de 7 pontos percentuais.

2° Turno das eleições, última pesquisa apontava maior diferença entre Lula e Bolsonaro

Em caso de um segundo turno entre os dois políticos citados, 52% dos entrevistados votariam em Lula, enquanto 35% votariam em Bolsonaro. Essa diferença de 17 pontos percentuais entre os dois candidatos é a menor dos últimos tempos, visto que em 2021 a diferença era de 25 pontos percentuais – sendo a maior diferença até então – e, no começo do ano corrente, a diferença era de 22 pontos percentuais.

Intenções de votos por região, sexo, idade e renda

Em relação ao sexo, Lula lidera entre as mulheres, com 49% delas votando no ex-presidente, enquanto entre os homens há empate técnico. No tocante às pessoas das faixas etárias de 16 a 24 anos, 25 a 44 anos e em relação aos idosos, Lula lidera com 46%, 47% e 42% das intenções de voto, respectivamente, enquanto entre os indivíduos de 45 a 59 anos há empate técnico. A única região em que Bolsonaro perde é na região Nordeste, com 58% das intenções de voto para Lula. Em todas as outras regiões há empate técnico.

Quando o assunto é renda familiar, o ex-presidente lidera entre as famílias que ganham até 2 salários-mínimos e também entre as famílias que ganham mais de 5 salários-mínimos – 47% das intenções de voto com uma diferença de 15 pontos percentuais para ambas as faixas de renda. Entre as famílias que recebem de 2 a 5 salários-mínimos há empate técnico.

 

 

 

 

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.