Eleições: Aécio Neves pede a desistência de Doria dizendo que a candidatura dele é ‘inviável’

Para Aécio Neves, ex-presidente do partido, a candidatura é "inviável" e poderia levar o PSDB a uma "grande derrota"

0

O deputado federal Aécio Neves (PSDB) defendeu, nesta segunda-feira (16), que o ex-governador de São Paulo e pré-candidato do partido, João Doria, desista de ser o nome da legenda na disputa pela presidência da República.

Simone Tebet diz que, se for escolhida pela 3ª via, será candidata mesmo sem o apoio de Doria

Para o parlamentar, ex-presidente da legenda, a candidatura é “inviável”. Não suficiente, o deputado ainda disse que a continuidade do ex-governador na disputa pela presidência poderia levar o PSDB a uma “grande derrota”.

“Eu defendo que o PSDB tenha candidatura própria, possa até discutir uma alternativa a Doria, mas é ele que tem que ser convencido a sair pelos responsáveis pela sua candidatura. E eu vejo um silêncio ensurdecedor de alguns nessa altura”, disse ele em entrevista à CNN Brasil.

Em outro momento, Aécio Neves afirmou que, em sua visão, o correto seria Bruno Araújo, e Rodrigo Garcia, presidente do PSDB e governador de São Paulo, respectivamente, sentarem à mesa com Doria, apresentando ao tucano quais seriam os “prejuízos” de sua candidatura.

No entanto, afirma Aécio Neves, que foi candidato à presidência pelo PSDB em 2014, mas acabou sendo derrotado por Dilma Rousseff (PT) no segundo turno, falta coragem às lideranças da legenda para “solucionar um problema que foi criado por essas forças políticas”.

“Meu lamento maior é que nós perdemos a oportunidade de ter uma candidatura que poderia estar liderando a terceira via. Nós estamos assistindo agora que nós perdemos para uma não-candidatura”, disse o parlamentar na entrevista.

Por fim, Aécio Neves ainda defendeu que o correto seria a candidatura do ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), à presidência. Essa não foi a primeira vez que ele diz isso. Recentemente, assim como publicou o Brasil123, ele afirmou que Eduardo Leite teria “capacidade de articulação, de aglutinação que tem e por estar conversando permanentemente com outras forças políticas e da sociedade, fora dos partidos”.

Leia também: FHC sai em defesa de Doria em meio à crise no PSDB

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.