Dia do trabalhador terá clima eleitoral

0

O dia primeiro de maio marca o feriado do dia do trabalhador em todo o Brasil. Neste ano, o dia do trabalhador será palco de diversas manifestações políticas, principalmente no Estado de São Paulo.

Essas manifestações devem acirrar ainda mais os ânimos da disputa entre o atual presidente Jair Bolsonaro e seu principal opositor, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nesse sentido, os eventos servirão de palanque para Lula e até mesmo para o então deputado federal Daniel Silveira, que recentemente esteve na mídia após seu mandato ter sido cassado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Os dois maiores eventos previstos para o dia do trabalhador que ocorrerá no Estado de São Paulo, um com apoiadores do Lula e outro com os apoiadores do atual presidente Jair Bolsonaro. O fato que chama atenção é que os dois encontros irão acontecer com uma distância inferior a três quilômetros.

 Dia do trabalhador e os movimentos pró-Lula

As centrais sindicais deram as mãos e decidiram por realizar um ato unificado e irão sair em defesa de mais empregos, da democracia e dos direitos dos trabalhadores. Esse ato unificado das centrais sindicais terá a presença do ex-presidente Lula e então pré-candidato à presidência.

Além disso, os atos sindicais contarão com a presença também de outra grande leva de políticos, como Fernando Haddad e Márcio França, além dos líderes do PSOL, PCdoB, MDB, Solidariedade e outros líderes de movimentos populares.

O ex-governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, do PSB, que será vice na chapa de Lula, não irá participar, segundo ele sua agenda estava indisponível. Outra figura muito conhecida que também foi convidado, porém não irá marcar presença neste evento é Ciro Gomes, também pré-candidato à presidência pelo PDT. Ciro Gomes irá participar de um evento em Brasília, que contará com homenagem ao fundador do partido, Leonel Brizola.

Dia do trabalhador e os movimentos pró-Bolsonaro

A poucos quilômetros do grande ato proposto pelos apoiadores de Lula, irá ocorrer também um grande ato pró-Bolsonaro e também à favor do então cassado deputado federal Daniel Silveira, que recebeu um indulto do presidente.

Esse dia dos trabalhadores para bolsonaristas será marcado por uma grande demonstração de força e apoio ao presidente Jair Bolsonaro, ao deputado Daniel Silveira e uma grande crítica contra o Supremo Tribunal Federal.

Além disso, o evento contará com a presença de Daniel Silveira e a deputada do estado de São Paulo, Carla Zambelli. O então presidente Jair Bolsonaro ainda não confirmou sua presença, sua agenda está cheia e ele poderá optar por marcar presença em atos em Brasília ou no Rio de Janeiro. Além dele, outro que ainda também não confirmou a presença é Tarcísio Gomes Freitas, pré-candidato ao governo de São Paulo.

Segurança para o dia do trabalhador em São Paulo

A Polícia Militar do Estado de São Paulo adotou uma política de segurança mais efetiva para esse dia do trabalhador na capital paulista, pela pequena distância entre os atos.

O objetivo da polícia é evitar o encontro de manifestantes e para isso confirmou a presença de mais de 840 polícias à disposição para os arredores dos atos no domingo.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.