Bolsonaro comparece a ato em seu favor no Distrito Federal

0

O Dia do Trabalhador foi marcado por manifestações em todo o Brasil. Uma delas aconteceu em Brasília, na Esplanada dos Ministérios. O ato foi marcado por ataques ao STF e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principal concorrente de Bolsonaro na briga pela Presidência da República.

Os manifestantes se concentraram em frente ao Congresso Nacional, onde a maioria se vestiu de verde e amarelo, carregando cartazes com dizeres de apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Além de ataques ao STF, o ato foi marcado também por pedidos de Intervenção Militar no país. Tanto o ataque às instituições quanto a intervenção militar são inconstitucionais.

Nesse sentido, Jair Bolsonaro fez uma passagem bem rápida pelo ato, chegando ao local às 11h30, onde acenou para apoiadores e foi embora após cerca de cinco minutos, ele não chegou a realizar discurso e nem a subir no carro de som.

De acordo com o locutor do evento, após ser informado que Bolsonaro não iria discursar, ele afirmou que o presidente não subiria no carro de som para “não ter a candidatura impugnada” de acordo com a Lei Eleitoral. Segundo ele, “a gente não pode prejudicar o nosso presidente”, justificou Salas.

Em breve fala ao vivo em sua conta no Facebook, Bolsonaro afirmou que foi ao evento para “cumprimentar o pessoal que está aqui numa manifestação pacífica em defesa da Constituição, da justiça e da liberdade”. Em seguida, parabenizou “a todos de Brasília e de todo o Brasil que hoje estarão nas ruas, estamos juntos, o Brasil é nosso. Deus, pátria, família”.

Contudo, a manifestação teve baixa adesão dos apoiadores, visto que às 13h, o local já tinha começado a esvaziar. A assessoria da Polícia Militar do Distrito Federal não fez uma estimativa de público, mas, segundo o organizador e locutor do evento, João Salas, a estimativa é que entre 10 mil e 15 mil pessoas tenham ido à manifestação.

Atos por todo o Brasil

As manifestações no Dia do Trabalhador não ocorreram apenas em Brasília. Diversas capitais do país registraram manifestações a favor de Bolsonaro e outras a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A poucos quilômetros do Congresso Nacional, apoiadores de Lula também faziam atos a seu favor.

Além de Brasília, Fortaleza, Vitória, Belo Horizonte, Rio, Natal, Florianópolis, São Paulo e Aracaju, registraram atos contra o atual Presidente da República, onde o principal lema das manifestações era “Emprego, Direitos, Democracia e Vida”.

Já os apoiadores de Bolsonaro também realizaram atos em Salvador, Vitória, Goiânia, São Luís, Campo Grande, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, onde os manifestantes apoiavam intervenção militar, pediam por voto impresso e realizaram ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Nesse sentido, os atos a favor do atual presidente costumam ter sempre as pautas citadas acima, contudo, no contexto atual ganha uma maior relevância devido ao indulto dado por Bolsonaro ao deputado federal Daniel Silveira após ele ter sido condenado a prisão pelo Supremo Tribunal Federal.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.