Auxílio Gás: Pagamento de R$ 53 segue em execução e pode chegar a R$ 120 em breve

Confira as atualizações do benefício

0

No dia 17 de junho, o Governo Federal iniciou o pagamento de mais uma parcela do Auxílio Gás. A saber, neste mês são 5,68 milhões de famílias contempladas, a partir de um repasse de R$ 301,2 milhões via Ministério da Cidadania.

Para quem não está por dentro, existem informações de que o governo pode elevar o valor do benefício ainda neste ano. Siga a leitura para ter todos os detalhes.

Auxílio Gás Pagamento de R$ 53 segue em execução e pode chegar a R$ 120 em breve
Foto: Reprodução

Valor do Auxílio Gás

Vale mencionar que a lei determina que o valor do Auxílio Gás corresponde a 50% da média do preço nacional do botijão de 13kg de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), com um repasse a cada 2 meses.

Para averiguação do valor do benefício, a Agência Natural do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publica em seu site mensalmente, até o décimo dia útil do mês, o valor da média dos seis meses anteriores referentes ao preço nacional do botijão de 13kg de GLP.

Desse modo, os créditos em junho são aplicados no valor de R$ 53.

Na divisão por regiões, a Nordeste é a que mais tem beneficiários do Auxílio Gás em junho de 2022. São 2,7 milhões de famílias, a partir de um repasse de R$ 146 milhões. Na sequência aparecem as regiões Sudeste (1,8 milhão de contemplados), Norte (545 mil), Sul (356 mil) e Centro-Oeste (178 mil).

Aumento do benefício

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) afirmou que pretende entregar nesta segunda-feira (27), o relatório sobre a PEC 16/2022.

De acordo com ele, o texto vai incluir na Constituição federal um aumento de R$ 200 no valor do Auxílio Brasil, um reajuste do Vale Gás em torno de R$ 120 e a criação do “voucher caminhoneiro”, que será de R$ 1.000.

Ainda mais, cabe destacar que tais iniciativas terão validade até o final de 2022.

Quem recebe o Auxílio Gás?

É importante explicar que não existe uma inscrição específica para solicitar o Auxílio Gás. Isso porque as famílias são selecionadas pelo Ministério da Cidadania de acordo com os requisitos estabelecidos na lei do programa.

Os critérios são: famílias inscritas no Cadastro Único com renda per capita menor ou igual a meio salário mínimo, além de integrantes do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O calendário de pagamentos é o mesmo do Programa Auxílio Brasil, com escalonamento de acordo com o dígito final do Número de Identificação Social (NIS).

  • NIS de final 1 – 17 de junho;
  • NIS de final 2 – 20 de junho;
  • NIS de final 3 – 21 de junho;
  • NIS de final 4 – 22 de junho;
  • NIS de final 5 – 23 de junho;
  • NIS de final 6 – 24 de junho;
  • NIS de final 7 – 27 de junho;
  • NIS de final 8 – 28 de junho;
  • NIS de final 9 – 29 de junho;
  • NIS de final 0 – 30 de junho.

Confira também: Novo cartão do Auxílio Brasil tem a função de débito; saiba onde pode ser usado

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.