Bolsonaro fala em evento sobre aumento do Auxílio Brasil para R$ 600

Presidente da República citou o novo valor para o programa social

0

Em evento realizado nesta sexta-feira (24), em João Pessoa (PB), para a entrega de moradias do Casa Verde Amarela, o Presidente da República Jair Bolsonaro citou o aumento do Auxílio Brasil, do valor de R$ 400 para R$ 600.

“Vivemos momentos difíceis no nosso Brasil e no mundo. Uma inflação, um aumento de preços, que atinge todo o globo, o mundo todo. Mas isso, a gente supera. Como a imprensa está anunciando que o Auxílio Brasil vai passar de R$ 400 para R$ 600. É o governo, entendendo o sofrimento dos mais humildes, e dessa forma, buscando atender a todos”, declarou Bolsonaro.

“Só aqui na Paraíba, por volta de 1,5 milhão de pessoas recebem o Auxílio Brasil”, complementou o presidente, mas sem dar detalhes a respeito do reajuste no valor do programa social.

Aumento do Auxílio Brasil

Segundo informações de bastidores, o ministro da Economia, Paulo Guedes, deu aval para a ampliação do auxílio em R$ 200, chegando ao valor mínimo de R$ 600 por mês.

A saber, a estimativa é de que o reajuste do benefício teria um custo de R$ 22 bilhões para o Tesouro.

A princípio, os recursos serão cobertos por dividendos extraordinários a serem recebidos pela União este ano, ou seja, dividendos pagos por estatais acima do que estava previsto no Orçamento.

Como veiculado anteriormente aqui no Brasil 123, o líder do governo no Senado, Carlos Portinho (PL-RJ), disse que o governo quer elevar o valor do benefício até o final deste ano.

Leia ainda: INSS começa pagamento de R$ 1.212 HOJE; veja o calendário completo

Bolsa Família

Durante o evento, Bolsonaro também traçou em seu discurso uma comparação com o extinto Programa Bolsa Família.

“Lá atrás, com o Bolsa Família, quem fosse trabalhar perdia o benefício. Com o Auxílio Brasil pode trabalhar, que não vai perder”, afirmou o presidente.

Aqui cabe um destaque para as regras: o benefício continua, mas pelo período de dois anos, e também depende do salário do trabalhador.

A saber, no Auxílio Brasil, a regra de emancipação dá aos beneficiários a possibilidade de permanecerem no programa desde que a renda familiar mensal por pessoa não supere R$ 525, o que representa duas vezes e meia o valor que limita a linha da pobreza (estabelecida em R$ 210).

Por fim, vale destacar que essa possibilidade é válida tanto para contratados com carteira assinada quanto para autônomos.

Veja ainda: Auxílio Gás pode ter pagamento mensal ainda neste ano; veja detalhes

2.5/5 - (2 votes)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.