Auxílio Brasil de R$ 500 foi pago em quatro municípios brasileiros

Saiba como quatro municípios pagaram Auxílio Brasil de R$ 500

0

Quatro municípios brasileiros pagaram parcelas do Auxílio Brasil de R$ 500. Isso ocorre devido aos adicionais pagos junto com o benefício. Os chamados ‘abonos secundários’ pagam valores complementares a alguns grupos específicos. 

Os dados são do Ministério da Cidadania e mostram que o maior valor da média foi de R$ 562 no município de Uiramutã, no estado de Roraima. O valor é 40% maior que o ticket do Auxílio Brasil, que custa R$ 400. 

Beneficiários de outros três municípios também receberam acima de R$ 500, sendo eles Campinópolis (MT), Santa Rosa do Purus (AC) e Normandia (RR). 

Auxílio Brasil de R$ 500: os benefícios secundários

O Auxílio Brasil é composto pelo ticket e abonos extras que sobem o valor pago às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. Os abonos variam de acordo com renda, composição familiar e condições escolares e laborais de cada integrante. Então, veja alguns:

 

  • Benefício Primeira Infância: para famílias com crianças de até 3 anos incompletos. O valor é de R$ 130 por criança, limitado a 5 benefícios por família.
  • Benefício Composição Familiar: para famílias com gestantes, nutrizes ou pessoas de 3 a 17 anos, ou de 18 a 21 anos matriculados na educação básica. O valor é de R$ 65 por integrante, limitado a 5 benefícios por família.
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: pago a famílias beneficiárias do Auxílio Brasil que tenham em sua composição agricultores familiares. O valor mensal é de R$ 200. Limitado a um auxílio por família ou por pessoa.
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: pago a famílias atendidas pelo Auxílio Brasil que comprovem vínculo de emprego com carteira assinada de um dos seus integrantes. O valor mensal é de R$ 200. Limitado a um auxílio por família ou por pessoa.

Esses são apenas alguns dos auxílios secundários que complementam a renda e podem levar a receber o Auxílio Brasil de R$ 500.

Regiões que receberam o Auxílio Brasil de R$ 500

Dos 10 municípios com as maiores médias pagas no mês de maio, sete são da região Norte, dois do Centro-Oeste e um do Sul. Dentre os 20 municípios com os maiores valores, 16 são da região Norte, 3 do Centro-Oeste e um do Sul.

O Nordeste é a região com a maior quantidade de beneficiários do Auxílio Brasil (8,5 milhões de famílias), entretanto, aparece em 30º lugar no ranking das maiores médias, com Belágua, município do Maranhão.

Então, veja abaixo a quantidade de beneficiários por região:

  • A região nordeste lidera com 8,5 milhões beneficiários;
  • Seguida pela região sudeste com 5,2 milhões de beneficiários;
  • A região norte possui 2,1 milhões de beneficiários;
  • A região Sul possui 1,2 milhões de beneficiários;
  • E por fim, a região centro-oeste está em último lugar com 937 mil beneficiários.

Ainda segundo o Ministério da Cidadania, 2.055 dos municípios (37%) brasileiros tinham valores acima do valor médio nacional do mês de maio, que ficou em R$ 409,51.

Entretanto, apenas 38 municípios pagaram o valor mínimo de R$ 400. 28 são do Rio Grande do Sul, 2 são de Minas Gerais, 2 de São Paulo e 6 de Santa Catarina.

Pagamento por municípios

Veja a seguir lista de alguns dos municípios com maiores médias:

  • Uiramutã (RR) – R$ 562,08
  • Campinápolis (MT) – R$ 533,41
  • Santa Rosa do Purus (AC) – R$ 509,11
  • Normandia (RR) – R$ 502,77
  • Jordão (AC) – R$ 499,19
  • Atalaia do Norte (AM) – R$ 486,27
  • Gaúcha do Norte (MT) – R$ 485,91
  • Montauri (RS) – R$ 483
  • Maraã (AM) – R$ 481,87
  • Tarauacá (AC) – R$ 478,67
  • Tocantínia (TO) – R$ 473,21
  • Porto Walter (AC) – R$ 472,71
  • Envira (AM) – R$ 471,6
  • Paranhos (MS) – R$ 468,14
  • São Gabriel da Cachoeira (AM) – R$ 467,27
  • Gurupá (PA) – R$ 467,02
  • Guajará (AM) – R$ 466,95
Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.