Arthur Lira cobra a saída do presidente da Petrobras

Arthur Lira afirmou que "a Petrobras declarou guerra ao povo brasileiro" devido aos aumentos no preço dos combustíveis

0

Arthur Lira (PP), presidente da Câmara dos Deputados, afirmou nesta quinta-feira (16) que “a Petrobras declarou guerra ao povo brasileiro” devido aos aumentos no preço dos combustíveis. Na ocasião, ele também cobrou que o presidente da empresa, o executivo José Mauro Ferreira Coelho, seja finalmente demitido.

Bolsonaro diz que é preciso respeitar o livre mercado, mas ressalta que ‘Petrobras abusa’

De acordo com a jornalista Andreia Sadi, da “Globo News”, Arthur Lira disse que José Mauro já foi demitido, propondo ainda que o executivo renuncie ao cargo – assim como publicou o Brasil123, o chefe da estatal foi mesmo demitido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Isso, em maio deste ano.

No entanto, até agora, o presidente ainda não saiu do cargo e, consequentemente, o indicado, Caio Mário Paes de Andrade, ainda não assumiu a cadeira principal da estatal. Caio Andrade foi escolhido por Bolsonaro na tentativa de tentar frear as seguidas altas nos preços dos combustíveis.

Nesta quinta, Arthur Lira, além de reclamar da permanência de José Mauro, disse que vai “propor medidas duras”, incluindo, além de chamar líderes para discutir a política de preços, debater uma eventual taxa de lucros da estatal. Segundo ele, “uma reunião de líderes para discutir a política de preços da Petrobras”. “Política da Petrobras, que pertence ao Brasil e não à diretoria da Petrobras”.

Essa não foi a primeira vez que Arthur Lira dispara contra a Petrobras. Recentemente, assim como publicou o Brasil123, o presidente da Câmara, ao defender a privatização da estatal, disse que empresa não cumpre nenhuma função social e só pensa em dar dinheiro para seus acionistas. 

“Sou a favor da privatização porque há muito tempo a Petrobras, para mim, perdeu o seu cunho social, estrutural, de investimentos no Brasil, de ser o polo puxador e de tração para obras estruturantes”, afirmou o parlamentar. Em outro momento, ele disse que a empresa “se esconde” atrás do fato de o governo federal ser o acionista majoritário para que o “desgaste” causado pelo aumento dos preços dos combustíveis caia apenas sobre o Palácio do Planalto.

Leia também: Arthur Lira diz que PEC sobre mensalidade em universidade pública não está em seu ‘radar’

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.