Arthur Lira volta a falar sobre projeto que obriga governo a vender parte das ações da Petrobras

Arthur Lira diz que a medida deve ser tomada porque não há tempo para promover uma privatização completa da estatal

0

Arthur Lira (PP), presidente da Câmara dos Deputados, voltou a pressionar o governo federal para que seja enviado ao Congresso Nacional um projeto de lei que tem como objetivo a venda de ações da Petrobras, fazendo com que, assim, a União deixe de ser acionista majoritária da empresa.

Ministério da Economia recebe pedido para inclusão da Petrobras em lista de estudos para privatização

O comentário de Arthur Lira sobre o tema foi exibido nesta terça-feira (31) pelo canal “Record News”. Na ocasião, o presidente da Câmara dos Deputados ressaltou que a medida deve ser tomada porque não há tempo para promover uma privatização completa da estatal

“Temos como privatizar a Petrobras agora? Penso que não. Pela polarização, pela necessidade de um quórum específico de mais de 308 votos, nós não teremos condições agora”, disse Arthur Lira.

Nesse sentido, ele afirma que, agora, o que dá para se fazer é vender parte das ações que estão sob a custódia do governo. “Isso subsidiado por um projeto de lei de maioria simples, no Congresso Nacional, e o governo deixa de ser majoritário”, relatou. Para Arthur Lira, a Petrobras tem de deixar de ser uma estatal. Isso porque, para ele, a empresa precisa “viver de acordo com suas necessidades”.

arthur lira, presidente da CÂMARA DOS DEPUTADOS
Arthur Lira diz que a medida deve ser tomada porque não há tempo para promover uma privatização completa da estatal. (Foto: reprodução)

Críticas à Petrobras

Durante a entrevista, o deputado voltou a tecer inúmeras críticas contra a Petrobras. A principal delas foi com relação à distribuição de dividendos aos acionistas. Segundo ele, o único foco da empresa é dar dinheiro aos acionistas da estatal, sem que nenhuma função social seja desempenhada.

“Sou a favor da privatização porque há muito tempo a Petrobras, para mim, perdeu o seu cunho social, estrutural, de investimentos no Brasil, de ser o polo puxador e de tração para obras estruturantes”, afirmou o parlamentar.

Em outro momento, ele disse que a empresa “se esconde” atrás do fato de o governo federal ser o acionista majoritário para que o “desgaste” causado pelo aumento dos preços dos combustíveis caia apenas sobre o Palácio do Planalto.

Leia também: Bolsonaro diz que é preciso respeitar o livre mercado, mas ressalta que ‘Petrobras abusa’

5/5 - (3 votes)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.