Após semana conturbada, Bitcoin volta a subir

0

Depois de uma semana conturbada no mercado de criptomoedas, esse domingo (19) foi marcado pela alegria dos investidores. Após perder mais de 50% do seu valor na semana, o Bitcoin subiu mais de 14% nesse domingo, retomando valores acima dos US$20 mil. Apesar disso, o resultado não vem acompanhado de boas notícias.

Isso porque o movimento parece ser apenas uma correção do mercado. Por conta disso, essa alta diária não deve representar o início de uma retomada de alta do Bitcoin, afirmam analistas. Apesar disso, a notícia acalma os investidores em moedas digitais.

Domingo foi de respiro

Depois de perder mais de 25% do seu valor em apenas um mês, o Bitcoin operou em forte alta na tarde desse domingo, 19. O final de semana, que tende a ser mais calmo nesse mercado, foi agitado, com uma queda enorme no sábado, e uma recuperação imprevisível no domingo. Com isso, a moeda deu uma breve alegria aos investidores.

Segundo analistas, a alta de hoje não parece ser uma mudança de fundamentos da moeda diante do cenário internacional. Na verdade, após 10 dias de queda nos últimos 12, a alta diária parece ser uma correção dos preços, quando gestores de fundos e investidores comuns compram a moeda acreditando que ela ficou mais barata do que deveria.

Além disso, por conta da alta do Bitcoin, as outras criptomoedas também subiram. É o caso do Ethereum, que subiu mais de 14%, seguido pela BNB, moeda da Binance, que subiu mais de 8%. Dessa forma, a grande maioria dos investidores ganhou dinheiro hoje, repondo uma pequena parte das perdas dos últimos dias.

Contudo, o futuro do Bitcoin ainda segue incerto e parece apontar para quedas ainda mais expressivas. Por isso, especialistas ainda dizem que é hora de manter a cautela nos mercados de renda variável, evitando grandes exposições a ativos de alto risco.

bitcoin
Foto: Reprodução

O que acontecerá com o Bitcoin?

Apesar da alta desse domingo, especialistas não acreditam que isso apontará para uma retomada dos preços das criptomoedas. Isso porque o cenário da economia ainda segue bastante incerto, o que não anima os grandes investidores a investirem em Bitcoin. Por isso, o cenário ainda parece ser de queda nos próximos dias, apontam relatórios de corretoras.

A alta dos juros no mundo todo e a inflação acima das expectativas ainda estão entre as principais causas. Com esse cenário na economia, investidores passarão a buscar produtos mais seguros, que estão com alta rentabilidade. É o caso do Tesouro Direto, que tem a segurança de ser pago pelo governo, além de estar com taxas bastante atrativas. Além disso, o Tesouro Americano também está pagando bem, em termos de mercado internacional. Tudo isso faz com que o Bitcoin tenha cada vez menos participação na carteira dos grandes investidores.

Diante do cenário, o Bitcoin pode cair mais 50%, afirmam gestores de grandes fundos. Isso levaria a moeda a um valor de US$10 mil, aproximadamente. Caso isso se confirme, o movimento de queda somaria 80% desde o topo, no final do ano passado. Por conta disso, ainda é preciso expor pouco dinheiro às moedas digitais.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.