Apesar de crítica a banqueiros, Lula tem feito reuniões reservadas com eles

Lula afirmou que irá fazer “muitas reuniões com banqueiros e empresários”, mas, na realidade, ele já tem participado de encontros do tipo

0

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem adotado o discurso de criticar banqueiros que estariam pedindo para fazer reuniões com ele, a fim de que o petista dê uma posição sobre um eventual programa de governo. Segundo Valdo Cruz, jornalista da “Globo News”, apesar da postura pública, Lula tem feito encontros reservados com representantes de instituições financeiras com o objetivo de discutir o cenário econômico brasileiro.

A publicação de Valdo Cruz acontece porque nesta quarta-feira (01) Lula afirmou que irá fazer “muitas reuniões com banqueiros e empresários”. No entanto, ele reclamou que essas pessoas só querem saber do teto de gasto, que controla o dinheiro usado pelo governo, e não perguntam sobre a situação atual do povo brasileiro.

“Banqueiro quer fazer reunião. Eu vou fazer muitas reuniões com banqueiro e empresário, mas eles nunca me perguntam como está o povo na rua, se está passando fome, como estão as pessoas abandonadas”, afirmou o ex-chefe do Executivo.

Segundo Valdo Cruz, tanto aliados de Lula quanto banqueiros informaram que o petista já tem feito encontros reservados com representantes do sistema financeiro. Esse “segredo”, informou o jornalista, é uma estratégia de campanha de Lula, mas tem irritado os banqueiros.

Fala de Lula sobre o PSDB

Além das críticas aos banqueiros, outro fato que não repercutiu bem foi a fala de Lula quanto ao PSDB. Assim como publicou o Brasil123, o ex-presidente disse que a legenda “acabou”. De acordo com Valdo Cruz, a declaração não pegou bem e atrapalha as negociações do PT, que tenta nos bastidores angariar o apoio do partido, que até outrora era seu maior rival na política.

Prova de que a declaração não pegou bem foi a publicação do deputado Aécio Neves (PSDB), ex-presidente do partido. Segundo ele, lula foi “arrogante” e “desrespeitoso” com a legenda. “Por maiores que tenham sido os equívocos dos nossos atuais dirigentes, o PSDB continuará a ser essencial ao Brasil. E o tempo mostrará isso”, afirmou o parlamentar.

Leia também: Cúpula de Bolsonaro credita a Paulo Guedes o avanço de Lula nas pesquisas

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.