Salário mínimo: veja as previsões para 2023, 2024 e 2025

Governo enviou para o Congresso Nacional o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO), que estima valor do salário mínimo nos próximos anos

0

Os brasileiros tentam driblar os desafios e fechar o mês com as contas no azul. No entanto, essa missão tem sido bem difícil no país, principalmente para aqueles que recebem apenas um salário mínimo. Isso porque a inflação e os juros altos estão corroendo significativamente a renda da população nos últimos tempos.

A saber, o governo federal enviou neste mês para o Congresso Nacional o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO), que prevê os gastos para o ano que vem. Entre as estimativas, está a do salário mínimo, que figura como única renda de milhões de brasileiros.

Em primeiro lugar, vale ressaltar que o piso nacional é reajustado pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Aliás, o indicador fechou abril com uma taxa anual acumulada de 12,47%. Contudo, a expectativa é que a inflação recue no decorrer do ano e fique em torno de 8%.

Seja como for, a proposta do governo federal para o valor do salário mínimo em 2023 representa uma variação menor que estes números.

Veja abaixo as projeções do salário mínimo para os próximos anos

  • Salário mínimo em 2023: o governo estima que o mínimo ficará em R$ 1.294 no próximo ano. Em resumo, isso representa um aumento de R$ 82 em relação ao salário mínimo atual (R$ 1.212). O novo valor corresponde a um aumento de 6,7%, conforme estimativa do governo para o INPC neste ano.
  • Salário mínimo em 2024: o valor do mínimo deverá chegar a R$ 1.337 em 2024, o que representa uma alta de 2,8% em relação à projeção para 2023. Em valores nominais, a população receberá R$ 43 a mais do que no ano anterior.
  • Salário mínimo em 2025: quanto mais longo o prazo, mais alterações a projeção poderá ter. Para 2025, o governo estima que o salário mínimo será de R$ 1.378, aumento de R$ 41 (ou 2,9%) na comparação com 2024.

Vale destacar que todas essas projeções são passíveis de alteração. No entanto, dão um sinal sobre o que a população poderá esperar para os próximos anos. Vale torcer para que a inflação e os juros parem de subir e o real volte a ter um poder de compra mais forte.

Leia Também: CadÚnico: veja como se cadastrar para ter acesso a benefícios

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.