Beneficiários enfrentam problemas no Auxílio Brasil

Problemas no Auxílio Brasil: aplicativo não atualizou as informações de junho

0

Famílias enfrentam problemas no Auxílio Brasil ao buscar informações sobre os pagamentos do mês de junho. O app ainda apresenta todas as informações referentes ao mês de Maio. 

O Ministério da Cidadania informa que isso é normal e os beneficiários não devem se preocupar. Se trata apenas da atualização que ainda não foi realizada. Os dados normalmente entram antes das datas de pagamento. 

Os depósitos de junho serão feitos entre os dias 17 e 30.

Problemas no Auxílio Brasil

O aplicativo oficial do Auxílio Brasil foi criado para substituir o aplicativo do antigo Bolsa Família. Pelo app o favorecido também pode acessar o pagamento do Auxílio Brasil, por exemplo. Quem já tem o antigo app terá a atualização automática.

No app também é possível consultar a situação das parcelas do novo benefício, conferir o extrato detalhado, acessar o calendário de pagamentos, entre outros serviços. 

Em caso de dúvidas a Caixa disponibilizou o número 0800 726 0207 para ligações, selecionando a opção Auxílio Brasil.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil? 

Para receber o Auxílio Brasil o cidadão precisa estar inscrito no CadÚnico. A partir do preenchimento dos dados do núcleo familiar, é realizada uma triagem para selecionar ou não a família para receber o benefício social. 

Para estar apto a ser abonado é necessário fazer parte de uma das duas faixas de pobreza a determinadas pelo governo: 

  • Renda mensal de até R$ 105 por membro da família, tendo ao menos uma gestante, nutriz ou menor de 21 anos na composição (situação de pobreza);
  • Renda mensal de até R$ 105 por pessoa (condição de extrema pobreza);
  • Famílias em regra de emancipação (a família que sai do programa poderá voltar, em até 24 meses, e terá prioridade na fila).

Valores do Auxílio Brasil

Atualmente o piso do Auxílio Brasil é de R$ 400, regra determina no início de 2022. Cerca de 18 milhões de famílias recebem o principal benefício do Governo Bolsonaro. 

Além do valor do ticket sa famílisa tem a possiblidade de aumentar a renda recebida mensalmente pelo governo. Os chamados benefícios básicos e complementares destinados a alguns grupos específicos. 

Para receber os abonos é necessário preencher uma lista de requisitos que diferenciam um benefício do outro. A seleção também é feita de forma automática pela base de dados do CadÚnico. Veja a seguir alguns deles:

  • Benefício Primeira Infância: famílias com filhos entre zero e 36 meses incompletos;
  • Benefício Composição Familiar: famílias com filhos até 21 anos incompletos, desde que estejam estudando;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: se após receber os benefícios anteriores a renda mensal per capita da família ainda não superar a linha da extrema pobreza, ela terá direito a um apoio financeiro sem limite, conforme o número de integrantes;
  • Auxílio Esporte Escolar: estudantes de 12 a 17 anos incompletos que se destacam em competições oficiais do sistema de jogos escolares brasileiros e que são de famílias beneficiárias do Auxílio Brasil. Portanto, recebem parcela única de R$ 1 mil ou R$ 100 mensais;
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior: para estudantes com bom desempenho em competições acadêmicas. Assim, o valor é de 12 parcelas mensais de R$ 100 ou R$ 1 mil em parcela única;

Auxílio Criança Cidadã: para o responsável de criança de até 4 anos incompletos que tenha fonte de renda, mas não consiga vaga em creches públicas ou de rede conveniada. O valor é de R$ 200 para crianças matriculadas em período parcial e R$ 300 em período integral.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.