Private equity: o que é e como investir?

0

O mercado financeiro é uma excelente forma de você fazer o seu dinheiro trabalhar para você. Por isso, nesse mercado é importante que você tenha bons rendimentos, de modo que o seu dinheiro cresça de forma relevante. E uma das formas de fazer isso é investindo em private equity, uma das melhores formas de fazer o seu dinheiro trabalhar por você.

Isso porque os rendimentos desses negócios tendem a ser bem maiores que a média do mercado. Com isso, você ganha muito mais no longo prazo, o que é sempre muito bom. Contudo, muitas pessoas ainda não sabem o que é private equity, nem como investir nisso. Nesse texto, vamos abordar esse tema.

O que é private equity?

A tradução literal de private equity é “capital próprio privado”. E saber disso não ajuda muito a saber o fundamento do investimento, mas faz você compreender como ele funciona. Isso porque, na prática, o investidor, seja ele uma empresa ou uma pessoa física, estará colocando o seu próprio dinheiro em um negócio.

private equity é quando o investidor compra parte de uma empresa que ainda não tem capital aberto em bolsa de valores. Além disso, essas empresas já devem ter um certo tamanho, sendo médias ou pequenas empresas. Para empresas menores, como as startups, também há esse tipo de investimento, mas ele é chamado de Venture Capital. Mas o intuito de ambos é o mesmo: se tornar dono da empresa, fazê-la crescer e, no futuro, lucrar com a venda de parte da empresa ou, ainda, ganhar os lucros recorrentes que a empresa tiver.

No Brasil, esse tipo de investimento ainda é bastante nascente. Contudo, nos Estados Unidos o private equity é bastante popular e, na prática, já deu bons retornos para investidores. O último caso popular disso foi a compra de parte do Nubank pelo maior investidor de todos os tempos, Warren Buffett.

private equity
Foto: Reprodução

Como investir nessa modalidade?

Para investir nessa modalidade, você não precisa bater de porta em porta e oferecer o seu dinheiro a diversas empresas. Atualmente, o mercado financeiro já tem meios mais simples de investir em private equity, por meio de fundos de investimentos especializados nesse tipo de análise. Vale lembrar que, se você não tem conhecimento contábil para fazer suas próprias decisões, os fundos são o melhor caminho.

Para investir em fundos de investimentos apenas de private equity, é preciso que você seja um investidor profissional ou qualificado. Segundo as regulamentações, esses investidores são aqueles que têm mais de R$1 milhão investidos apenas em ativos do mercado financeiro. Contudo, é possível investir nessa modalidade sem ser qualificado.

Para isso, basta entrar em contato com a sua corretora e pedir para quem eles forneçam materiais de fundos abertos para o público geral que tenha, em sua composição, fundos de private equity. Na prática, os fundos que investem nesses fundos também podem apresentar bons rendimentos, de forma a trazer muito mais dinheiro para você no futuro.

Além disso, há um forte movimento do mercado financeiro em abrir o private equity para todos os investidores e, com isso, popularizar ainda mais essa forma de investimentos.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.