Startups: invista nelas e tenha rendimentos enormes!

0

Existe uma forma de conseguir ganhar muito dinheiro com empresas pequenas. Apesar de ser possível fazer isso com Small Caps, a ideia aqui é diferente (e muito mais lucrativa): investir em startups. Essa é uma modalidade de investimentos que cresce a cada dia e, com isso, ganha cada dia mais força no mercado brasileiro. Contudo, muitas pessoas ainda não sabem do que se trata.

Dessa forma, vamos explicar o que são as startups e como elas funcionam e mudam o mercado. Além disso, vamos mostrar onde investir nelas e como organizar esse investimento dentro da sua vida financeira.

O que são as startups?

Empresas são criadas todos os dias e, com isso, existirão sempre novos setores de atuação. Esse é o conceito da estratégia do oceano azul. Essa estratégia é premissa fundadora das startups. Isso porque essas empresas podem não se situar diretamente em um setor predefinido pelo mercado.

Com isso, startups são empresas que dão soluções inovadoras para velhos problemas da população. Dessa forma, as empresas conseguem prestar serviços diferenciados aos clientes, o que as torna uma grande fonte de inovação, além de aliarem seus serviços à tecnologia. Ainda, existem startups ligadas aos serviços financeiros, que são chamadas de fintechs. A mais famosa fintech do Brasil é a Méliuz, hoje uma empresa gigante no mercado brasileiro.

Assim, por serem extremamente inovadoras, os investidores podem fazer muito dinheiro com essas empresas caso elas tenham sucesso. E para isso, não é preciso que você crie a sua própria empresa. Atualmente, existem plataformas de captação de recursos para essas empresas, que é o jeito mais fácil de você ter acesso a uma startup.

 

startups
Foto: Getty Images

Como investir nelas?

Investir em startups se tornou extremamente fácil com a criação de empresas que unem investidores e empresários desse ramo. Atualmente, essas plataformas funcionam de forma semelhante a corretoras de valores. Porém, as empresas compradas, as startups, não são listadas em bolsa de valores.

Por isso, esse investimento tem alto risco. Isso porque você não terá contato diário com a empresa. Dessa forma, especialistas afirmam que comprar startups é um investimento para o longo prazo, ou seja, para mais de 10 anos. Isso porque essas empresas precisam de tempo para crescer e se consolidarem no mercado brasileiro. Com isso, você precisa ter em mente que estará abdicando de valores hoje para ter uma rentabilidade ao longo do tempo.

Atualmente, a plataforma da Bossa Nova é a mais popular nesse setor. Contudo, existem outras opções, como a Captable. Nesses sites, você pode investir em empresas que estejam abertas para captação. Isso acontece de tempos em tempos. Por isso, saiba que nem sempre você terá a oportunidade de investir nelas, dado que precisa ter ofertas no mercado.

Ainda, o valor mínimo para investir nelas é de R$1.000. Dentro dos seus investimentos, esse valor não pode ultrapassar 10% do seu patrimônio total investido. Segundo especialistas, o risco desse investimento não compensa alocações maiores que esse percentual.

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.