Presidente do TSE diz que tribunal está pronto para as eleições

Edson Fachin também citou inúmeras medidas de segurança que, segundo ele, foram implementadas com o intuito de melhorar e aperfeiçoar o sistema eleitoral

0

A 100 dias das eleições, Edson Fachin, presidente Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou que “a Justiça Eleitoral está pronta e integralmente preparada para realizar eleições transparentes, limpas e seguras, como tem feito ao longo de 90 anos”.

Ministro da Defesa sugere encontro de equipes técnicas do TSE e das Forças Armadas

A declaração de Edson Fachin aconteceu nesta quinta-feira (23) durante a abertura da sessão plenária do TSE. Durante seu discurso, o presidente da Corte ainda destacou a importância do corpo técnico do órgão, dizendo que a Justiça Eleitoral não é feita somente pelos dirigentes.

“Peço licença, ademais, para esclarecer algo que possa parecer óbvio: a Justiça Eleitoral não é feita apenas de seus dirigentes. Pelo contrário: a integridade das eleições brasileiras ressai assegurada por um corpo técnico atento e capacitado”, reforçou ele.

Em outra ocasião, o presidente do TSE também citou inúmeras medidas de segurança que, segundo ele, foram implementadas com o intuito de melhorar e aperfeiçoar o sistema eleitoral. Como exemplo, ele citou:

  • O aumento de 100 para 600 urnas auditadas no Teste de Integridade;
  • E a possibilidade dos partidos políticos indicarem urnas para o teste.

Além disso, ele também citou o projeto-piloto de acesso externo do código-fonte dos sistemas eleitorais feitos pela Polícia Federal (PF), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e pela Universidade de Campinas (Unicamp) e o aumento de 3% para até 6% do número de urnas submetidas à auditoria.

“O papel da Justiça Eleitoral é garantir que a vontade do povo, demonstrada em cada voto digitado na urna, seja respeitada”, reafirmou o ministro durante o discurso. Edson Fachin se despede da presidência do TSE em agosto. Isso porque ele dará lugar a Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que recentemente foi eleito ao cargo.

Leia também: Após insistência de Bolsonaro, TSE diz que contagem simultânea de votos é possível

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.