New York Times diz que Bolsonaro tem apoio de militares para golpe caso perca as eleições

O jornalista Jack Nicas, do New York Times, afirmou que conseguiu a informação após ouvir militares, políticos e integrantes do Judiciário

0

O jornal americano New York Times publicou um artigo, na noite de segunda-feira (13), dizendo que o presidente da República, Jair Bolsonaro (PT), tem o apoio de militares para tentar realizar um golpe de Estado. Isso, caso o atual chefe do Executivo seja derrotado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições deste ano.

Eleições 2022: veja quais documentos são válidos para votar

O material faz parte da coluna do jornalista Jack Nicas. Segundo o americano, para conseguir a informação, ele consultou militares, políticos e também integrantes do Poder Judiciário brasileiro. “Apesar das poucas evidências de fraudes passadas, o presidente há muito tempo levanta dúvidas sobre o processo eleitoral do Brasil. Agora, os militares estão expressando preocupações semelhantes”, pontuou o colunista.

O artigo, destaque na página principal do site do New York Times, foi publicado depois de o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, assim como publicou o Brasil123, ter enviado um ofício ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No documento, ele disse que as Forças Armadas “não se sentem devidamente prestigiadas” pela Corte Eleitoral.

No artigo, o jornalista do New York Times ressaltou que as declarações feitas pelo presidente, que coloca em dúvida a lisura do processo eleitoral brasileiro, e ecoada por alguns líderes militares do alto escalão, tem desencadeado um clima de tensão no país.

Ainda no texto, Jack Nicas compara Bolsonaro a Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos que, apesar de não ter apresentado provas, assim como o presidente brasileiro, afirmou que as eleições americanas foram fraudadas em 2020 e, por isso, ele perdeu a disputa.

“As táticas de Bolsonaro parecem ter sido adotadas do manual do ex-presidente Donald Trump. Trump e seus aliados trabalharam para apoiar as alegações de fraude de Bolsonaro. Os dois homens refletem um retrocesso democrático mais amplo que se desdobra em todo o mundo”, diz o texto do New York Times.

Para o jornalista dos Estados Unidos, a invasão ao Capitólio, prédio do Legislativo norte-americano, no ano passado, mostrou que as transferências pacíficas de poder não são mais garantidas nem mesmo em democracias maduras, o que demonstra ainda mais o perigo do pleito no Brasil, que é um país com uma democracia recente.

“No Brasil, onde as instituições democráticas são muito mais jovens, o envolvimento dos militares na eleição está aumentando os temores”, afirmou o colunista no texto, finalizando que, “faltando pouco mais de quatro meses para uma das votações mais importantes da América Latina em anos, um confronto de alto risco está se formando”.

Leia também: Bolsonaro quer se encontrar com Donald Trump antes das eleições

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.