Mulher é presa após xingar Bolsonaro

O xingamento contra Bolsonaro foi registrado enquanto o presidente acenava para pessoas em uma rodovia no Rio de Janeiro

0

Uma mulher foi presa por um motivo bem inusitado: ela xingou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). De acordo com as informações, as palavras de baixo calão foram proferidas no sábado (27), momentos antes da participação do chefe do Executivo na formatura dos cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) em Rezende, no Rio de Janeiro.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a ocorrência foi registrada na rodovia Via Dutra, enquanto Bolsonaro acenava para motoristas que passavam pelo local e também para os agentes da corporação que estavam atuando na segurança dele.

Em dado momento, segundo a PRF, a mulher, que estava em um dos carros que passavam pelo presidente, membros da comitiva e outras pessoas, xingou nominalmente Bolsonaro.

“Após os xingamentos, o carro foi abordado pela PRF e a mulher foi detida por injúria contra o presidente da República”, informou a corporação, que levou a suspeita para a delegacia da Polícia Federal (PF) de Volta Redonda, também no Rio de Janeiro.

Ainda conforme a PRF, a mulher foi detida com base em artigos do Código Penal que tratam do crime de injúria, que tem pena de um a três anos e multa, mas é aumentado em um terço quando o alvo dos ataques são o presidente ou algum chefe de governo estrangeiro.

“O crime de injúria ocorre quando são atribuídas palavras ou qualidades ofensivas a uma pessoa, quando são expostos defeitos ou opiniões que desqualifiquem a pessoa, atingindo sua honra e moral”, detalhou a PF, que esclareceu que o xingamento mais expressivo contra o presidente foi: “Bolsonaro filho da p#t#”.

Por fim a informação é que, após ser detida, foi lavrado um termo circunstanciado pelo crime de injúria e a suspeita, que não teve seu nome revelado, foi liberada após assumir o compromisso de comparecer em juízo.

Leia também: Bolsonaro resiste à exigência do passaporte da vacinação

5/5 - (2 votes)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.