Ministro da Justiça diz que haverá uma investigação sobre encenação de atentado a Bolsonaro

Apoiadores de Bolsonaro atribuíram à “TV Globo” a autoria da cena, que mostra o presidente fictício caído com manchas vermelhas ao lado de uma motocicleta

0

Anderson Torres, ministro da Justiça e Segurança Pública, afirmou neste domingo (17) que a pasta vai investigar sobre o vídeo que mostra uma encenação de um suposto atentado contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL).

De acordo com Anderson Torres, as imagens são “chocantes e merecem ser apuradas com cuidado”. Ainda conforme ele, a pasta está avaliando quais as “medidas cabíveis e apurar eventuais responsabilidades”.

“Circulam nas redes fotos e vídeos de um suposto atentado contra a vida do presidente Bolsonaro. Produção artística? Estamos estudando o caso para avaliar medidas cabíveis e apurar eventuais responsabilidades. As imagens são chocantes e merecem ser apuradas com cuidado”, disse o ministro.

Entenda a cena envolvendo o presidente

As imagens citadas pelo ministro mostram um personagem com uma faixa presidencial e uma camisa branca em cima de uma moto. Na imagem, assim como publicou o Brasil123, é possível ver o presidente fictício caído com manchas vermelhas ao lado do veículo.

Depois da publicação das imagens, apoiadores de Bolsonaro foram às redes sociais e atribuíram à “TV Globo” a autoria da cena que mostra um personagem com uma faixa presidencial e uma camisa branca em cima de uma moto, o que foi desmentido pela emissora carioca na noite de sábado (16).

Apoiadores de Bolsonaro atribuíram à “TV Globo” a autoria da cena, que mostra o presidente fictício caído com manchas vermelhas ao lado de uma motocicleta. (Foto: reprodução)
Apoiadores de Bolsonaro atribuíram à “TV Globo” a autoria da cena, que mostra o presidente fictício caído com manchas vermelhas ao lado de uma motocicleta. (Foto: reprodução)

“A Globo desmente que pertençam a produções suas – seja para canal aberto, canais fechados próprios ou Globoplay – vídeo e fotos que estão circulando nas redes sociais de gravação de obra ficcional mostrando um atentado ao presidente da República”, informou a emissora.

No comunicado, a empresa afirmou ainda que não tem nenhuma série, novela ou programa com esse conteúdo. Ainda de acordo com a “TV Globo”, a gravação seria de um filme do cineasta Ruy Guerra chamado ‘A Fúria’ – ele pretende fechar a trilogia iniciada com ‘Os Fuzis’, de 1964, e ‘A Queda’, de 1976.

Leia também: Bolsonaro diz achar que Brasil terá deflação em agosto por conta da mudança no ICMS

5/5 - (1 vote)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.