Ibovespa decola à espera do FED e IPCA-15; entenda

0

O Ibovespa fechou no positivo, operando em alta/queda de x,xx%. O resultado foi forte, apesar da espera dos investidores à decisão do FED sobre a taxa de juros. Além disso, amanhã pela manhã o IBGE lançará os dados do IPCA-15. Com isso, investidores não se animaram em tomar decisões hoje. Com o resultado no exterior, a bolsa brasileira se descolou mais um pouco dos seus pares internacionais, que operaram em forte queda hoje.

Isso porque o mercado americano dá como certa a alta dos juros e, mesmo que isso não aconteça hoje, as bolsas já começam a precificar os ativos. O Goldmann Sachs afirma que o FED deve aumentar os juros quatro vezes durante o ano.

Cenário nacional animou o Ibovespa

O índice de confiança do consumidor caiu para 74,1 pontos e isso afeta diretamente a economia. Isso porque o índice mede o quão abertos ao consumo estão os consumidores. Dessa forma, um índice baixo demonstra que a economia não deve ir bem, principalmente no setor do varejo. Com isso, o Ibovespa fica incerto. Porém, as notícias de que o Brasil pode entrar na OCDE animaram o mercado, que disparou acima dos 2% hoje.

Apesar disso, os destaques do dia ficaram com Qualicorp, que fechou em alta de 6,90%. Cielo subiu 6,83%. Em terceiro lugar, Santander operou em alta de 6,70%. Por outro lado, as quedas foram lideradas por Suzano, que caiu 2,59%. Em segundo lugar, Siderúrgica Nacional caiu 2,08%, seguida por Alpargatas, que perdeu 1,57% de valor de mercado hoje. As duas maiores empresas da bolsa brasileira, Petrobrás e Vale, operaram em alta de 3,47% e de 0,50%, respectivamente. Outro destaque do dia foram as ações do Carrefour, que subiram 3,14%

Com o resultado, o Ibovespa se descola das bolsas internacionais, que operaram em forte queda hoje. Isso porque os investidores americanos estão precificando as bolsas por lá. No ano passado, os índices subiram mais de 20% cada, o que fez com que a bolsa de lá ficasse cara. Por isso, um movimento de correção já era esperado.

Ibovespa
Foto: Getty Images

Estados Unidos em queda livre

Lá nos Estados Unidos, diferentemente do Ibovespa, as bolsas americanas operaram em forte queda, com destaque à Nasdaq, que caiu 2,28% hoje. Isso porque, além da alta dos juros do FED, as tensões com a Rússia, na fronteira da Ucrânia, acendem um alerta para um possível conflito armado.

Dessa forma, há perspectivas e que o fornecimento de gás natural para a Europa possa ser interrompido e, com isso, abalar toda a economia do continente. Além disso, os investidores passam a correr para ativos de menor risco, como as treasuries. Um fator favorável a isso é justamente a perspectiva de alta dos juros. Com isso, a incerteza e a alta dos juros são ideais para a fuga das bolsas de valores.

Com isso, a Nasdaq foi a maior queda do dia, seguida pelo S&P 500, que caiu 1,22%. Em terceiro lugar, o Dow Jones operou em baixa de 0,20%. Além disso, o dólar também operou em queda de 0,46%, fechando cotado a R$5,47 na compra e na venda. Por último o bitcoin e o ethereum fecharam em de 4% cada um, repondo parte das perdas que vieram nas quedas do final de semana.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.