Homem é preso suspeito de envolvimento no sumiço dos meninos de Belford Roxo

De acordo com a corporação, o preso em questão é Erick Faria de Paula, conhecido como "Rabicó". Os meninos estão desaparecidos desde dezembro

0

A Polícia Militar (PM) revelou ter prendido, nesta terça-feira (20), um homem suspeito de estar envolvido no caso do desaparecimento dos três meninos em Belford Roxo, no Rio de Janeiro, desde dezembro do ano passado. De acordo com a corporação, o preso em questão é Erick Faria de Paula, conhecido como “Rabicó”.

Segundo a PM, agentes da corporação estavam em patrulhamento no bairro Piam e abordaram um homem com atitude suspeita. Ao identificar o suspeito, os agentes constataram que ele tinha dois mandados de prisão em aberto em seu nome.

De acordo com a “Rede Globo”, a Polícia Civil, que é quem comanda as investigações, revelou que o apelido do suspeito não consta nas investigações da corporação sobre o caso. Todavia, a mesma entidade revelou que o homem seria um traficante na Comunidade Castelar, mesma região de onde eram os meninos.

Além disso, a polícia também afirmou que, mesmo não estando na lista de suspeitos, o preso desta terça (20) pode auxiliar nas investigações, visto que ele, que atuava no tráfico da área, teve o celular apreendido.

Meninos Belford roxo
As crianças saíram de casa em domingo para brincar em um campo de futebol e nunca mais voltaram. (Foto: reprodução)

O desaparecimento

Assim como divulgou o Brasil123 à época, os três meninos estão desaparecidos desde o dia 27 de dezembro. Na ocasião, Lucas Matheus, de 9 anos, e Alexandre Silva, de 11, e Fernando Henrique, de 12 anos, saíram para jogar futebol e nunca mais voltaram.

Recentemente, parentes dos meninos participaram de uma reunião com o delegado do caso e também com representantes do Ministério Público, da Defensoria Pública e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Eles cobram uma resposta sobre o caso.

Cadê os meninos

Desde que estão desaparecidos, a única pergunta que as famílias dos garotos fazem é: cadê os meninos? No entanto, a demora nas investigações tem postergado cada vez mais uma resposta.

Depois de muita pressão, uma força-tarefa foi criada para agilizar os trabalhos – isso, quatro meses depois do sumiço. Na visão da família, a investigação começou tarde demais.

Já a polícia diz que ouviu todas as pessoas necessárias à medida que conseguia informações. Cerca de 80 diligências foram feitas. Passado o tempo, a única linha de investigação é a de que os traficantes estão por trás do caso.

Leia também: Meninos de Belford Roxo podem ter desaparecido porque roubaram pássaros, diz delegado

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.