Fluxo de caixa: Saiba como administrar o seu salário

Saiba avaliar as entradas e saídas de recursos de sua empresa

0

As operações financeiras de uma empresa são fatores recorrentes e requer uma organização para que os negócios prosperem. Para isso, é preciso que o empresário conte com um planejamento e controle financeiro, conhecido como fluxo de caixa.

O fluxo de caixa permite apurar o saldo atual disponível e projetá-lo no futuro. Essa forma é importante para manter o capital de giro operante na empresa, tanto para o custeio básico como pagamentos de funcionários, impostos, fornecedores, entre outros, quanto para o investimento em melhorias do seu negócio, como reformas e atualização da identidade visual.

O que deve conter num fluxo de caixa?

Para sanar algumas dúvidas sobre o uso do fluxo de caixa, de acordo com dados do portal Sebrae, vamos apresentar aspectos importantes que devem ter em um fluxo de caixa.

Confira a seguir um pouco sobre cada um deles.

Todos os recebimentos

É necessário fazer a anotação de tudo que entra no caixa da empresa: Vendas à vista em dinheiro, cheque, cartões, PIX, as vendas a prazo, o recebimento de duplicatas e/ou promissórias, entre outros.

Todos os pagamentos

Também é de suma importância anotar tudo que sai do caixa da empresa como a compra de produtos à vista e a prazo, pagamentos de boletos, duplicatas e quaisquer outros gastos (despesas).

Previsto

Para um bom funcionamento do fluxo de caixa, é importante que faça anotações dos lançamentos futuros (recebimentos e pagamentos) para os próximos três meses.

Saiba a importância de manter um fluxo de caixa

O hábito de manter um fluxo de caixa, além de possibilitar uma organização financeira, o empresário consegue ter uma visão do futuro de sua empresa.

Com o fluxo de caixa em dia, o empreendedor consegue programar algumas decisões, priorizando as mais importantes a curto prazo, sem comprometer o lucro da empresa. Além disso, será possível planejar investimentos, organizar possíveis promoções para renovação de estoque, negociar prazos com os fornecedores e, se for o caso, facilitar na negociação de empréstimos.

Cada empresa pode ter uma estrutura diferente do fluxo de caixa, visando a sua natureza e as necessidades do empresário. Todavia, o resultado deve ser sempre um saldo positivo, de modo que o saldo final seja o montante dos valores disponíveis no caixa e em contas bancárias da empresa.

Dicas para manter o controle do fluxo de caixa

  • Lance diariamente as vendas e despesas;
  • Em situação de saldo negativo, faça uma revisão de tudo e, se necessário, tome decisões sobre o capital de giro;
  • Em situação de saldo positivo, avalie a necessidade de investimentos na empresa;
  • Lance seus pagamentos e recebimentos futuros.

 

Veja também: CLT e PJ: Entenda o aumento no número de empregados sem carteira assinada

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.