PIX: 86% dos pequenos negócios usam forma de pagamento

Pesquisa do Sebrae e da FGV mostra a evolução do uso do PIX pelas micro e pequenas empresas do país

0

Os pequenos negócios do país estão usando cada vez mais o PIX em suas operações cotidianas. Pelo menos é o que aponta uma pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

De acordo com o estudo, 86% das pequenas empresas revelaram utilizar esta forma de pagamento em novembro de 2021. Em suma, esse valor ficou 9% maior que o patamar alcançado em agosto (77%). Aliás, a tendência é de continuação do crescimento.

Já entre os microempreendedores individuais (MEI), a taxa alcançou 87% em novembro. Por sua vez, 85% dos donos de micro e pequenas empresas afirmaram utilizar o PIX em suas transações.

Na verdade, a modalidade completou um ano de funcionamento no Brasil em 16 de novembro do ano passado. Nesse curto período, o sistema desenvolvido pelo Banco Central conseguiu conquistar a aprovação da maioria dos brasileiros. As facilidades de pagamentos e transferências financeiras, aliadas à rapidez das transações, continua agradando a população do país.

Veja mais detalhes da pesquisa

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, destacou justamente os benefícios trazidos pelo PIX. Em resumo, as facilidades desta modalidade seguem elevando o número de usuários no país, além de estimularem os donos de pequenos negócios a utilizarem cada vez mais esta forma de pagamento.

“É um sistema ágil, que não onera o consumidor, mais barato que uma taxa de cartão e que pode ser usado 24 horas por dia. O PIX foi muito bem aceito e os empreendedores perceberam isso e estão se modernizando”, afirmou Melles.

A saber, a pesquisa revelou que as atividades que mais utilizam o PIX são: academias e serviços de alimentação (94%) e oficinas e empresas ligadas à beleza (93%). Por outro lado, as atividades com a menor incorporação ao sistema são: serviços empresariais (71%) e energia (79%).

Leia Mais: Exportações de ovos disparam 81,5% em 2021, diz ABPA

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.