Entenda o IPCA

0

 Conheça o IPCA, um indicador extremamente importante tanto para o consumidor, quanto para a economia do Brasil. Esse indicador é um dos índices de inflação mais tradicionais e importantes do Brasil. Esse indicador tem sua criação datado em 1979, além disso apresenta uma razão de existência bastante simples: medir a variação dos preços de um conjunto de produtos e serviços vendidos no varejo e consumidos pelas famílias brasileiras.

Nesse sentido, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, famoso IPCA, abrange a grande maioria das pessoas que vivem nas áreas urbanas do Brasil e tem a finalidade de monitorar a variação dos preços mês a mês para chegar a conclusão de que os preços aumentaram, continuaram estáveis ou se reduziram.

O governo brasileiro usa o IPCA como o índice oficial de inflação do Brasil. Portanto, ele serve de referência para as metas de inflação e para as alterações na taxa de juros. É preciso esclarecer que o IPCA não é o único indicador para base da inflação no Brasil, existem vários outros como: INPC, IPP, IGP-M. A principal diferença entre eles é que o IPCA aborda a maior camada da população brasileira.

Como o IPCA é calculado

Você deve estar se perguntando, mas como é feito todo esse cálculo, já que se leva tanta coisa em consideração para o indicador. Então, o IPCA leva em conta apenas as famílias que apresentam médias salariais de 1 a 40 salários mínimos.

Além disso, para efeito de cálculo, os preços coletados vão do dia primeiro de cada mês até o trigésimo dia e são levados em conta lojas e estabelecimentos de prestação de serviços, concessionárias de serviços públicos, como água e energia elétrica, além da internet.

Outrora, existe outro fator importante para o cálculo do indicador, a cesta. A cesta de produtos engloba todos os produtos, com seus respectivos pesos, que entram na base de cálculo para o IPCA. . Entram arroz e feijão, é claro, mas também consulta médica, mensalidade escolar, aparelhos eletrônicos e atividades de lazer e o peso varia de acordo com a rotatividade desses produtos na população.

Dados atrelados ao indicador

Com o IPCA conseguimos extrair vários dados referentes à economia brasileira. Além disso, vale mencionar que este indicador impacta não só ao consumidor, como também ao mercado financeiro e aos financiamentos.

Um dos pontos principais do indicador é referente ao poder de compra da população, ou seja, se a variação do salário do trabalhador for menor que a variação do IPCA, o consumidor sofreu com uma redução do poder de compra. Se a inflação e o seu salário têm a mesma variação, seu poder de compra se mantém. Se você, porém, receber um aumento acima do IPCA, seu poder de compra aumentará.

Além disso, o IPCA afeta os diversos investimentos, seja ações ou renda fixa, o que acaba alterando a rentabilidade desses ativos. No caso dos financiamentos, muitos deles são reajustados seguindo o indicador. Por isso, o saldo devedor aumenta mais ou menos também em função da inflação.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.