Vítimas das chuvas recebem doações de mercadorias apreendidas pela Receita Federal

Mais de 176 toneladas de produtos serão destinadas aos municípios em situação de emergência

0

A Superintendência da Receita Federal em Recife (PE) iniciou a entrega das doações de mercadorias apreendidas aos municípios atingidos pelas fortes chuvas no mês de maio no estado de Pernambuco.

A saber, as mais de 176 toneladas de material de limpeza e higiene pessoal, vestuário, cobertores, mantas, colchões infláveis, além de utensílios para casa e cozinha vieram dos estados da Paraíba, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo.

Vale destacar que as doações somam mais de R$ 10 milhões e são resultados de ações fiscais da Receita Federal no combate ao contrabando e ao descaminho.

Leia ainda: Caixa Tem: Veja como conseguir empréstimo com taxa de juros a partir de 1,95% ao mês

Doações para população vítima das chuvas

Para garantir rapidez na remoção das doações dos diversos estados, a Receita Federal contou com o apoio do Ministério da Defesa, por meio do Exército Brasileiro, e também com ação de voluntariado de companhias aéreas.

Desse modo, os municípios que enviaram ofício à instituição para o recebimento das mercadorias já foram contactados para a retirada do material à medida em que as doações forem chegando ao Estado.

O objetivo é atender aos desabrigados e desalojados vítimas de alagamentos e deslizamentos que assolaram a região metropolitana da capital.

Assim, serão beneficiadas cerca de 120 mil famílias que tiveram as suas casas destruídas ou com impedimento de retorno para habitação.

Com essa doação, a Receita Federal se solidariza com a população vitimada pelas chuvas, conforme a sua missão em contribuir para o bem-estar econômico e social do país.

Colabora, portanto, com a reconstrução destas vidas, revertendo à população bens que foram apreendidos para evitar a concorrência desleal e práticas ilegais de comércio.

Veja também: Auxílio Gás: Pagamento de R$ 53 segue em execução e pode chegar a R$ 120 em breve

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.