Dinheiro usado para pagar show de Gusttavo Lima em cidade de MG é destinado à saúde educação e infraestrutura

A Prefeitura de Conceição do Mato Dentro usou o dinheiro para contratar cantores sertanejos, incluindo Gusttavo Lima

0

Durante a semana, veio à tona a informação de que a Prefeitura de Conceição do Mato Dentro, na Região Central de Minas Gerais, contratou cantores sertanejos, incluindo Gusttavo Lima, para fazer shows na cidade, que tem 17 mil habitantes. Ao todo, a gestão pretende gastar cerca de R$ 2,3 milhões.

De acordo com informações publicadas neste sábado pelo portal “UOL”, somente o show de Gusttavo Lima, que vai se apresentar na cidade no dia 20 de junho, durante a 32ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus Do Matozinhos, vai custar R$ 1,2 milhão aos cofres municipais.

Ainda conforme o portal, esse dinheiro não poderia ser usado para custear os sertanejos, pois veio de recursos da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem), tributo pago pelas mineradoras às cidades onde há atividades minerárias, e só podem ser usadas para educação, saúde e na infraestrutura.

Apesar disso, a prefeitura da cidade defende que contratar os artistas seria uma espécie de investimento, pois a 32ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus Do Matozinhos levará, segundo a gestão, um grande desenvolvimento para a região.

“Eventos que tragam melhoria na vida da comunidade e ou investimento para o desenvolvimento econômico da cidade, são gastos advindos do turismo”, informou a prefeitura de Conceição do Mato Dentro.

“É um evento para atrair turistas, fazendo com que a cidade receba de volta o investimento em quase que na sua totalidade em geração de renda, seja no comércio local, nos meios de hospedagem, nos bares e restaurantes, postos de gasolina, padaria, aluguel de casas, locação de espaços públicos, dentre outros, impulsionando a diversificação da economia local”, disse a administração.

gusttavo lima
A Prefeitura de Conceição do Mato Dentro usou o dinheiro para contratar cantores sertanejos, incluindo Gusttavo Lima. (Foto: reprodução)

Além de Gusttavo Lima, o evento, marcado para acontecer de 17 a 23 do próximo mês, contará com a participação de outros artistas como Bruno e Marrone e Israel e Rodolffo. Segundo as informações, as duplas receberão R$ 520 mil e R$ 310 mil respectivamente.

Depois da polêmica, a assessoria de imprensa de Gusttavo Lima se pronunciou e disse que “não cabe ao artista fiscalizar as contas públicas”. Apesar disso, a área de comunicação do cantor ressaltou que não compactua eventuais ilegalidades cometidas por representantes do poder público.

“Toda contratação do artista por entes públicos federados, são pautados na legalidade, ou seja, de acordo com o que determina a lei de licitações”, afirmou no comunicado a assessoria de imprensa do cantor sertanejo.

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.