Dicas para quem quer adotar um gato: não deixe de ler

Você quer adotar um gato? Leia este artigo antes!

0

É indiscutível que um bicho de estimação deixa nossa vida mais alegre. Por muito tempo, os cachorros eram os animais domésticos mais populares. Entretanto, de um tempo para cá, isso mudou. Adotar um gato passou a ser bastante comum e o número de felinos dentro dos lares não para de crescer.

Cães e gatos: quais são os cuidados que você deve ter regularmente com seu pet

Os gatos estão convivendo com a humanidade desde o antigo Egito. Todavia, somente agora que seu comportamento está sendo mais estudado. Assim, as pessoas sabem pouco sobre os felinos, especialmente, se comparado ao conhecimento que se tem sobre os cachorros. Se é o seu caso, mas você quer adotar um gato, não se preocupe. Continue lendo esse artigo e você descobrirá dicas que com certeza irão ajudar na adoção de um felino.

Os gatos são seres independentes que não são apegados aos donos? Mentira!

A primeira dica está relacionada a esse mito. Os gatos possuem um nível de independência maior que os cachorros. Entretanto, isso não significa que eles não precisam de atenção ou que não sentem falta do dono. Assim, na hora de adotar um gato, você precisa pensar se terá um tempo para se dedicar ao felino.

É preciso de, pelo menos, vinte minutos do seu dia para brincar com o gato. Desse modo, ele gasta energia e ainda cria um laço com você.

A casa precisa de preparo

Para que os gatos estejam em segurança, é necessário garantir que eles não saiam de casa. Assim, todas as janelas da casa precisam ser teladas. Isso é importante para evitar que ele saia para a rua, onde podem sofrer vários machucados, e para evitar quedas. Porém, somente isso não é suficiente.

A casa que vai receber um gato precisa ser “gatificada”. Isso significa que, antes de adotar um gato, você deve colocar arranhadores, nichos e prateleiras. Os arranhadores vão proteger os móveis das garras do seu felino, mas ainda permitem que ele marque o território e afie suas unhas. Já os nichos e prateleiras deixam os gatos vigiarem o território deles de cima. Isso diminui a chance de eles subirem em móveis ao mesmo tempo que os deixam seguros nas alturas.

Pet Shop: os prós e contras de levar o seu pet para o banho e tosa

Saiba que gatos não gostam de mudanças

Isso é verdade. Alguns são mais toleráveis a mudanças que outros. Entretanto, a regra geral é que eles gostam das coisas como estão. Isso nos leva a próxima dica: paciência.

Ao adotar um gato, você está tirando ele de um local conhecido com pessoas familiares e levando para um lugar totalmente novo. É normal que, nas primeiras duas semanas, o gato mie a noite, não use a caixa de areia corretamente e tenha outros comportamentos irritantes. Mas é só uma fase! Quando ele se adaptar, vai se tornar seu melhor companheiro. O importante é ter paciência.

Entenda que o bichinho dará gastos

A próxima e última dica é: veja seu orçamento. As mudanças na casa e os custos mensais com o gato precisam caber no seu planejamento financeiro. Além disso, as consultas com o veterinário, de rotina e de emergência, também precisam ser despesas previstas.

Agora que você já tem algumas dicas, pense bem em todos os detalhes e adote um gato! Com certeza, você não irá se arrepender.

Adoção de pet: tudo que você deve saber antes de adotar um amigo

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.