Como tratar alopecia? Entenda causas e confira os tratamentos

Veja como tratar condição que faz perder cabelos e pelos do corpo

0

A alopecia é uma doença que afeta mais de 2 bilhões de pessoas em todo o mundo. Desta forma, é uma condição que faz parte da vida de muita gente de forma incômoda e com tratamento individualizado para cada pessoa. Por isso que hoje, nós do Brasil 123, vamos indicar como tratar alopecia, bem como explicitar as causas e tratamentos.

O que é alopecia?

causas e tratamentos para alopecia - reprodução unsplash
causas e tratamentos para alopecia – reprodução unsplash

A alopecia é a queda demasiada de cabelos e pelos do corpo. No entanto, ocorre mais especificamente no couro cabeludo causando focos de ausência de cabelos, ou deixando os cabelos bem ralos.

Os diferentes tipos de alopecia possuem diferentes causas e tratamentos diferenciados.

Quais são os tipos de alopecia e suas causas?

Apresentamos na sequência os principais tipos de alopecia, bem como as suas causas e tratamentos. Assim confira:

Alopecia areata

A alopecia areata atinge homens e mulheres em todas as faixas etárias, sendo mais comum na média de 20 anos. É causada por motivações emocionais além de doenças que são autoimunes, causando inflamação, mas não é contagiosa.

Dessa forma, neste caso específico de alopecia, é bem provável que o cabelo retorne a crescer sem motivação aparente, pois a inflamação causada não extingue os folículos pilosos.

A perda de cabelos é em espaços específicos, causando círculos sem cabelos na cabeça. Esta situação faz com que a alopecia fique aparente, o que deixa a aparência desagradável.

O único sintoma da alopecia areata é a queda de cabelo. Por isso, a pessoa com esse tipo de alopecia tem sofrimento a nível psicológico, pois afeta a autoestima.

Alopecia androgenética

A alopecia androgenética, também chamada de androgênica, afeta prioritariamente os homens que estão avançando com a idade. Assim, estudos revelam que, os homens, ao atingir 80 anos, possuem este tipo de alopecia em 80% dos casos.

Está relacionada com os hormônios masculinos chamados androgênicos, pois com o desequilíbrio da testosterona no organismo, acaba causando a alopecia. Além disso, existem também alguns fatores genéticos que predispõe homens e mulheres à doença.

De característica específica, esta forma de alopecia causa queda de cabelos na parte frontal da cabeça inicialmente, e na sequência vai indo até a parte de trás da cabeça.

Ainda que as causas sejam a idade e a genética, outros fatores podem acelerar a doença como: estresse, situações emocionais intensas e alimentação desequilibrada.

Eflúvio telógeno

Caracteriza-se pela perda de cabelos de forma excessiva diariamente.

Dessa maneira, o eflúvio pode ser:

  • Agudo: no período de até 3 meses após a pessoa ter uma das seguintes causas: doenças infecciosas, cirurgias, o momento após o parto, dieta muito restritiva e desequilibrada além do uso de certos medicamentos.
  • Crônico: em que há a alternância entre quedas excessivas e momentos que o cabelo cresce. Assim, a pessoa fica com cabelos mais cheios na raiz e mais ralos nas pontas.

Qual o tratamento para alopecia?

O tratamento para a alopecia deve ser feito a partir de uma consulta com um médico dermatologista, que irá indicar a melhor forma de tratar o seu tipo específico de alopecia.

Entre os tratamentos médicos mais utilizados têm-se os tratamentos estéticos, para estimular o desenvolvimento dos fios, o transplante capilar e o tratamento medicamentoso.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.