Bolsonaro fala em ‘guerra química’ e faz insinuações

6

Hoje (05), o presidente Bolsonaro voltou a abordar sobre as possibilidades do vírus da Covid-19 ter surgido em laboratório.

Cientistas afirmam que isso é improvável e que possivelmente aconteceu porque houve a ingestão de alimentos crus e carne de animais silvestres. A teoria faz referência aos vídeos que circulam na internet e que mostram uma feira onde chineses comiam carne de macaco crua. 

O presidente argumentou, ainda por cima, que a criação foi feita para que houvesse o domínio econômico das maiores potências. Entretanto, não citou nenhum país específico. 

Leia mais: Pacheco, Lira e Bolsonaro inauguram exposição sobre uso do 5G

“É um vírus novo, ninguém sabe se nasceu em laboratório ou se nasceu por algum ser humano ingerir um animal inadequado. Mas está aí, os militares sabem que o que é guerra química, bacteriológica e radiológica. Será que não estamos enfrentando uma nova guerra?”

A China foi referência no tratamento da Covid-19: ficaram mais de 8 meses sem registrar novos óbitos. 

CPI da Covid-19 contra Bolsonaro

Bolsonaro é acusado pelo Senado de ser omisso em relação à pandemia e tentar alterar as bulas da cloroquina para que fosse usada como tratamento precoce. Hoje (05), ocorreu interrogações a Teich, ministro da Saúde que ficou um mês no governo após Mandetta. 

Mandetta, na sua entrevista para a CPI ontem (04), afirmou que enviou uma carta para a presidência em que avisava e alertava sobre todos os riscos que a pandemia poderia desencadear no Brasil mas que, mesmo assim, não teve autoridade no assunto. Trouxe a carta para a análise da CPI. 

Pazuello, ministro da Saúde antes de Queiroga, afirmou que não poderia depor já que estava com suspeitas da Covid-19. Realizou-se o pedido para que fosse interrogado online em sua casa, mas foi negado e terá que se apresentar no dia 19 de maio.

Atualmente, mais de um bilhão de pessoas tomaram pelo menos uma dose da vacina. Ao todo, somente no Brasil, são mais de 412 mil vidas perdidas, sendo 98 mil delas somente no estado de São Paulo. O governo de Dória deve criar ainda hoje (05), um novo plano de combate ao vírus. 

 

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.