Banco Central da Inglaterra eleva taxa básica de juros para 1% ao ano

Projeção da inflação anual acima de 10% faz banco aumentar os juros pela quarta vez consecutiva; taxa de juros é a mais alta desde 2009

0

O Banco Central da Inglaterra (BoE) informou nesta quinta-feira (5) que elevou a taxa básica de juros do país em 0,25 ponto percentual. Dessa forma, a taxa passou de 0,75% ao ano para 1,00% ao ano. A saber, a elevação veio em linha com as estimativas do mercado.

Esta é a quarta elevação consecutiva dos juros no país. Aliás, o BoE foi o primeiro grande banco central do planeta a elevar os custos dos empréstimos desde a decretação da pandemia da Covid-19, em março de 2020. Aliás, a primeira alta dos juros ocorreu em meados de dezembro do ano passado, enquanto a segunda elevação ocorreu em fevereiro e a terceira em março

Em suma, o Comitê de Política Monetária do BoE, composto por nove membros, decidiu elevar a taxa de juros no país por seis votos contra três. A propósito, os três votos contrários à decisão pediram um aumento maior, para 1,25% ao ano. De acordo com estes membros, uma alta mais firme eliminaria os riscos da instalação da inflação elevada na economia britânica.

Inflação deve se aproximar de 10% no final de 2022

De acordo com a autoridade monetária, a taxa anual da inflação deverá se aproximar de 10% nos três últimos meses deste ano. Há três fatores globais que contribuem para este cenário.

O primeiro deles é a pandemia, que provocou diversos gargalos nas cadeias globais de suprimentos, impulsionando a inflação global nos últimos meses. Já o segundo fator é a guerra entre Rússia e Ucrânia, que vem desestabilizando os mercados internacionais e aumentando cada vez mais os preços das commodities.

Enquanto isso, a terceira razão para uma inflação ainda mais elevada no Reino Unido são os lockdowns na China. Em resumo, as medidas adotadas pela segunda maior economia global podem atingir novamente as cadeias globais de abastecimento, pressionando ainda mais a inflação.

A saber, o Reino Unido encerrou março com a maior inflação em 30 anos, chegando a 7% a ritmo anual. O número supera em mais de três vezes a meta do Banco Central da Inglaterra, de 2%. Por isso que as elevações dos juros permanecem firmes no país.

Leia Também: Inflação anual na Turquia chega a quase 70% em abril

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.