André Janones pode retirar candidatura à presidência para apoiar Lula; entenda

"Sim, estou disposto a retirar a candidatura para apoiar Lula. Se não, eu não iria conversar", disse André Janones

0

André Janones (Avante), candidato à Presidência da República, pode retirar sua candidatura para apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A informação foi revelada nesta sexta-feira (29) pela própria assessoria do político, que hoje é deputado federal. Essa possível desistência começa a ser ventilada após André Janones ter sido convidado pelo petista para uma conversa.

“Sim, estou disposto a retirar a candidatura para apoiar Lula. Se não, eu não iria conversar”, disse na nota o deputado. Antes da declaração, em uma entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo”, ele afirmou ter noção que, atualmente, seu tamanho do ponto de vista eleitoral é pequeno, classificado por ele mesmo como “micro”. “Tenho um ou dois pontos nas pesquisas. Mas, ao mesmo tempo, tenho noção do simbolismo da minha candidatura nessa eleição”, afirmou.

Andre Janones e Lula
Andre Janones pode desistir de sua candidatura para apoiar Lula. (Foto: reprodução)

Após essa entrevista, a assessoria de imprensa do deputado confirmou a informação e disse que a possibilidade de retirada da candidatura é uma “possibilidade, a depender da conversa” que o político terá com Lula. Esse começo de relação entre André Janones e Lula começou na quinta-feira (28), quando o petista respondeu uma publicação do deputado federal no Twitter propondo um encontro entre os dois.

“Convite aceito. Vamos conversar”, disse o parlamentar. Em seguida, Lula disse: “Vou te ligar”. O comentário do ex-presidente foi em uma publicação em que André Janones explicou que tinha o sonho de ser presidente para “mudar a vida das pessoas” que passam fome no país e garantir o pagamento de um auxílio permanente. Além disso, ele afirmou que pretendia “defender a democracia brasileira, que hoje corre risco” ao assumir o posto.

Após o pedido de reunião feito por Lula, André Janones voltou ao Twitter e reclamou que outros candidatos como Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), não quiseram dialogar com ele. “Bolsonaro me bloqueou, Ciro não aceitou encontrar comigo, Tebet ignorou por completo minha existência, enquanto aquele que lidera as pesquisas pediu publicamente para conversar comigo. Humildade e democracia andam lado a lado”, disse André Janones.

Conforme a última pesquisa do instituto DataFolha, André Janones soma 1% das intenções de votos. O número é infinitamente menor do que os líderes do levantamento: Lula e Bolsonaro, que somam respectivamente 47% e 29% das intenções de votos para as eleições marcadas para acontecer em outubro.

Leia também: Estabilidade de Lula na corrida eleitoral é um ‘banho de água fria’ na campanha de Bolsonaro

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.