Veja recomendações do Procon-SP antes de fazer compras online

Órgão de defesa do consumidor alerta para crescimento de reclamações desde o início da pandemia e riscos em operações pela Internet

0

As reclamações relacionadas a compras online cresceram 653% entre o segundo trimestre de 2019 e 2021. O período compreende o início da pandemia da Covid-19, que mudou os hábitos de consumo dos brasileiros. E isso fica evidente no forte aumento de queixas envolvendo estes tipos de operação.

Por isso, o Procon-SP vem alertando os consumidores do país sobre algumas maneiras que podem reduzir os riscos de golpes em compras online. Então, caso você queira evitar problemas com estas compras, a primeira coisa a se fazer é acessar o sistema Empresa Verificada.

Em resumo, o Procon-SP criou o selo Empresa Verificada para dar mais segurança aos consumidores em operações online. A ferramenta certifica que a empresa possui um cadastro no Sistema Procon-SP Digital. Isso quer dizer que as empresas cadastradas são seguras para o usuário fazer compras.

No entanto, há várias outras medidas que podem ser adotadas por quem quer comprar pela internet. O Procon-SP alerta os consumidores sobre estas ações, que podem evitar muita dor de cabeça futura.

Procon-SP dá dicas para não ter dor de cabeça com compras na internet

De acordo com o Procon-SP, o consumidor deve buscar referências sobre o site que pretende fazer compras. Em suma, é importante coletar informações sobre o produto ou serviço desejado, incluindo características, prazo de entrega ou execução, preços e condições de pagamento.

O consumidor também pode dar um feedback sobre o item adquirido. Caso tudo tenha ocorrido bem, a avaliação positiva pode ajudar outros usuários. No entanto, se o consumidor tiver algum problema ou precisar de esclarecimentos, deve entrar em contato com o site e deixar a sua opinião. Assim, servirá de alerta para quem desejar comprar o mesmo produto ou serviço.

O consumidor também precisa anotar todos os dados que permitam identificar e localizar a sede da empresa vendedora, bem como do produto ou serviço adquirido. Dessa forma, facilitará a sua vida, caso haja necessidade de formalizar alguma reclamação junto ao Procon ou mesmo recorrer ao Poder Judiciário.

Ao receber o produto, o consumidor deve analisá-lo com cuidado, conferindo se a qualidade e as características correspondem ao que havia sido anunciado na internet. Assim, poderá solicitar a regularização do problema, caso haja algum, ou mesmo o cancelamento da compra.

Nas situações em que o produto entregue não corresponde ao anúncio no site, ou não havendo entrega, o consumidor por buscar auxílio do Procon. Em síntese, ele poderá exigir o cumprimento forçado da obrigação de entregar o produto comprado, poderá aceitar outro produto ou serviço equivalente ou rescindir o contrato e ter o valor restituído.

Leia Também: China suspende importação de carne bovina de três frigoríficos brasileiros

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.