Veja quem já recebe AMANHÃ a 4ª parcela do auxílio emergencial

Confira as últimas novidades do auxílio emergencial

0

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, apresentou nesta quinta-feira (15), em live oficial do banco, o novo calendário da quarta parcela do auxílio emergencial, que foi antecipado em sete dias. Com isso, já tem um grupo que recebe amanhã a 4ª parcela do auxílio emergencial.

Está será a última parcela, antes das três extras autorizadas pelo governo federal em meio à pandemia do novo coronavírus. Entretanto, o calendário da prorrogação ainda não foi divulgado.

Com a antecipação, as liberações de recursos nas contas poupança da Caixa se iniciam já no próximo sábado (17) para os beneficiários nascidos em janeiro, cadastrados pelo site ou aplicativo ou que estão no Cadastro Único, e seguem até o dia 30 de julho, para quem faz aniversário em dezembro.

Inicialmente, o começo dos pagamentos da quarta parcela aconteceria apenas em 23 de julho. Os saques em espécie, por sua vez, serão autorizados entre os dias 2 e 18 de agosto, de acordo com a publicação presente no Diário Oficial da União desta quinta-feira (15).

Parceria CAIXA e WhatsApp

Por meio de uma parceria realizada entre a Caixa Econômica Federal e o WhatsApp, serão enviadas 500 milhões de mensagens gratuitas aos beneficiários do auxílio emergencial, e não apenas deste benefício, mas também de outros programas, como o Bolsa Família, para as pessoas mais humildes, para melhorar o fluxo de informações, para os quais posteriormente será ofertado um novo serviço de operação de microcrédito com as menores taxas do mercado, e que vão revolucionar o mercado do microcrédito no Brasil, segundo Pedro Guimarães.

O presidente do banco já havia declarado em outra ocasião que essa nova linha de microcrédito que deve atingir cerca de 10 a 30 milhões de pessoas, com uma taxa média que poderia variar entre 3% e 3,5% ao mês. “Teremos a maior operação de microcrédito, e ela será feita exclusivamente pelo banco digital Caixa Tem”, informou o executivo.

Na prática, a Caixa pretende atrair clientes que hoje fazem uso de linhas de crédito automáticas, como o cheque especial ou o rotativo de cartão de crédito, que têm juros que passam de 10% ao mês. “Essas pessoas vão desenvolver uma curva de aprendizado com o microcrédito. Uma boa parte já toma crédito, mas com taxas muito altas, e vamos oferecer melhores condições”, disse Guimarães.

A oferta será feita pelo aplicativo do WhatsApp, com a operacionalização pelo Caixa Tem, e para o público que já recebe o auxílio.

Veja também: Calendário da 5ª, 6ª e 7ª parcela do auxílio emergencial está definido para um grupo; entenda

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.