Tabata declara apoio a Lula no 1º turno e sofre ataques

0

A deputada federal Tabata Amaral (PSB) confirmou que irá apoiar Lula (PT) já no primeiro turno das eleições, a deputada se manifestou através de uma carta publicada em suas redes sociais. A deputada reforçou ainda que o momento atual exige coragem e lucidez para que se deixe as diferenças de lado. 

Com isso, a deputada defendeu que a única alternativa possível para derrotar Jair Bolsonaro (PL), é a chapa do ex-presidente Lula (PT) junto ao seu vice Geraldo Alckmin (PSB). Posteriormente Tabata fora atacada por bolsonaristas que alegaram estar decepcionados com a mesma. 

Carta divulgada em rede social 

Na carta divulgada pela deputada, ela cita pontos de convergência com a candidatura e assim, justifica segundo suas palavras os motivos que a levam a declarar apoio já no primeiro turno:

“Lula e Alckmin estão comprometidos com a renda mínima e fortalecimento da educação básica e da pesquisa. Entendem que a proteção do meio ambiente e combate às desigualdades são essenciais ao nosso crescimento, que não podemos permitir que 33 milhões de brasileiros continuem sem ter o que comer. Temos o enorme desafio de reconstruir o nosso país, e essa reconstrução só será possível com a nossa união”

Em outro trecho da carta ela cita a defesa da democracia uma das razões por tal apoio: “os próximos 65 dias serão decisivos para o futuro do país. Já estamos vivendo episódios inaceitáveis de violência política e questionamentos ao processo eleitoral.”

Deputada segue na mira de Bolsonaristas

Além do apoio expresso a candidatura de Lula (PT), Tabata já estava na mira de bolsonaristas também por conta do episódio envolvendo a convenção do partido de Bolsonaro (PL) no lançamento de sua candidatura. 

Nesse evento, o partido abriu inscrições para aqueles que desejassem participar através de um aplicativo. Nesse sentido, um movimento que surgiu de internautas que são contrários ao presidente buscava reservar esses ingressos sem intenção de participar. 

Com isso, Tabata compartilhou o texto relacionado ao movimento e endossou o apoio escrevendo: “Simbora, galera!”. Com isso, bolsonaristas incluindo o filho do presidente, Eduardo Bolsonaro acusaram a deputada de incentivar o boicote. 

Eduardo Bolsonaro critica Tabata Amaral

“Os aliados do Lula, como a deputada Tabata Amaral, estão incentivando os internautas a entrarem no link de convite para o evento, se inscreverem com intenção de lotar o evento e não irem lá participar, para dar ares de que o evento de Bolsonaro estaria vazio.”. Criticou Eduardo Bolsonaro. 

Por fim, Tabata rebateu as críticas e chamou Eduardo Bolsonaro de “Covarde” e “Frouxo”, alegando que tem direito de se manifestar politicamente, e que uma eventual inscrição em qualquer evento sem o comparecimento é um direito de qualquer cidadão. 

Tabata ainda finalizou com as seguintes palavras: “E fica aqui a reflexão: está falando ser trapaça, sendo não sei o que… Quem é que está questionando o resultado das urnas? Quem é que está incentivando a violência? Mandando metralhar quem pensa diferente? Quem é que financia robô para divulgar fake news? São vocês. E só me mostra como tem gente frouxa, covarde, que não aguenta um tuíte e que, com certeza, não aguentaria um dia na minha”

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.