Senadores devem analisar nesta terça convocação de Paulo Guedes para que ele explique a situação da Petrobras

O senador Alexandre Silveira afirma que o Brasil está em crise devido à “falta de conectividade” do ministro com a realidade

0

Acontece nesta terça-feira (21) a análise de um requerimento de convocação do ministro da Economia, Paulo Guedes, para que ele preste esclarecimentos sobre a situação da Petrobras. Essa análise, que será feita por senadores que integram a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), acontecerá após um requerimento do senador Alexandre Silveira (PSD), que afirmou que o Brasil está em crise devido à “falta de conectividade” do ministro com a realidade.

Ministro da Economia pede que empresários travem os preços no Brasil

“O Brasil está à deriva. A fome e a miséria estão aumentando por conta da falta de conectividade de Guedes com a realidade”, afirmou senador, completando ainda que, em sua visão, o ministro está “tentando fazer uma cortina de fumaça”. “A política econômica é dele, a responsabilidade é dele e estão tentando fazer uma cortina de fumaça para prejudicar ainda mais o Brasil e a Petrobras”, disse o senador.

No requerimento, o parlamentar pediu para que o ministro seja convocado – caso o requerimento seja aprovado, o ministro será obrigado a comparecer. O mesmo não acontecerá caso a comissão transforme o termo de convocação para convite. Isso porque, neste caso, Paulo Guedes poderá escolher se deseja ou não ir ao Senado para dar explicação sobre a estatal.

Ao justificar a convocação de Paulo Guedes, o senador relatou uma conversa que teve com o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL). Na ocasião, Alexandre Silveira diz ter defendeu a criação de um fundo de estabilização, que seria abastecido com recursos dos dividendos distribuídos pela Petrobras para a União.

De acordo com ele, esse fundo serviria para que a Petrobras não voltasse a aumentar o preço dos combustíveis. No entanto, segundo o parlamentar, Paulo Guedes, que estava presente no local, foi contra a medida. “Guedes foi contra e garantiu que tinha mecanismo de socorro caso perdesse o controle dos preços”, relatou o senador.

Além de Alexandre Silveira, o senador Otto Alencar (PSD), que é presidente da CAE, também defendeu que o ministro seja convocado. Isso porque, de acordo com ele, Paulo Guedes precisa esclarecer o que está acontecendo. Para o parlamentar, o governo está tentando tirar de si a imagem de que é culpado pela alta dos combustíveis.

Nesse sentido, ele destaca o fato de Bolsonaro ter dito no sábado que era a favor de uma CPI contra a Petrobras. “O maior dos absurdos é o próprio presidente estimular abertura de CPI contra um órgão do governo. O que está acontecendo é o presidente buscando uma saída para não ser culpado – como é – pelo aumento dos combustíveis”, afirmou o senador.

Leia também: CPI da Petrobras pode acabar se tornando um ‘tiro no pé’ do governo; entenda

5/5 - (1 vote)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.