Reserva de emergência: método infalível para construir a sua

Veja como guardar dinheiro para emergências

0

O que é reserva de emergência? Para que ela serve? Como fazer uma? Estas são as perguntas que pretendemos responder neste artigo, aqui no Brasil 123. Afinal, muitos foram os aprendizados com a pandemia, entre eles ter uma reserva de emergência.

Reserva de emergência

Aprendemos que é preciso ter uma reserva de emergência para eventos inesperados, pois tudo aquilo que consideramos tranquilos de lidar, pode a qualquer momento se modificar.

Então, entre as situações inesperadas temos, por exemplo: desemprego, doença, acidente e conserto ou substituição de equipamentos dentro de casa.

Mas, o que é reserva de emergência?

A reserva de emergência é um dinheiro guardado usado em situações emergenciais. Assim, é uma forma de planejamento financeiro pessoal, que garantirá as pessoas um equilíbrio financeiro, mesmo que haja gastos inesperados.

A reserva financeira deve ser feita de acordo com o seu custo de vida, ou seja, o dinheiro necessário para manter o seu padrão de vida. Portanto, para isso você precisa ter claro quais são os seus gastos no seu dia a dia.

Os seus gastos totais tem os cálculos feitos a partir de:

Gastos Totais = Gastos Fixos + Gastos variáveis.

Ou seja, os gastos fixos são aqueles que ocorrem mensalmente, como luz, água, aluguel, alimentação, combustível, plano de saúde, entre outros. Já os gastos variáveis são aqueles que são pagos à medida em que são realizados, como por exemplo: roupas, lazer, viagens, entre outros.

Os gastos variáveis não são necessários no cotidiano e podem ser realizados em outro momento se necessário.

Como saber quanto de dinheiro é necessário para construir a reserva de emergência?

como guardar dinheiro para reserva de emergência - reprodução unsplash
como guardar dinheiro para reserva de emergência – reprodução unsplash

A reserva de emergência deve ser feita de no mínimo 3 meses do valor gasto totalmente, ou seja, multiplica por 3 o valor obtido no gasto total, para obter o valor mínimo que irá compor a reserva de emergência.

Os especialistas recomendam que a reserva de emergência seja feita para 6 meses, ou seja, multiplique por 6 o valor do seu gasto total.

Como construir a sua reserva de emergência?

Para construir a sua reserva de emergência, a primeira coisa a se fazer é ter um planejamento financeiro.

Depois de saber qual é o valor necessário para construir a reserva de emergência, avalie um valor mensal a colocar nos gastos fixos, para destinar exclusivamente para a reserva de emergência.

No entanto, para quem está com o orçamento fechado, busque nos gastos variáveis o que é possível conter ou suprimir para fazer esta reserva.

Mas, onde guardar esse valor?

Uma opção válida é investir em produtos de liquidez diária, pois além de render, é possível retirar em qualquer momento.

Entre as opções de investimento em liquidez diária tem-se:

  • Contas remuneradas, pois rendem diariamente 100% do CDI, em muitas vezes até mais desta porcentagem.
  • CDB, que rende entre 90% a 100% da taxa CDI, sendo um investimento de baixo risco.
  • Tesouro SELIC.

A partir deste artigo, pretendemos dar uma visão clara sobre a reserva de emergência: o que é, quanto deve representar, como construir e como guardar.

Sendo assim, faça a sua reserva de emergência e tenha tranquilidade em lidar com as adversidades da vida.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.