Projeto subsidia energia solar e deixa conta de luz mais cara

0

Há um projeto na Câmara mantém um subsídio para aqueles que desejam utilizar a energia solar, que é mais sustentável e barata, e tem como intuito deixar a energia elétrica mais cara. 

Em maio, é comum que a conta de luz aumente devido ao clima seco e sem chuva que torna a produção hidroelétrica ainda mais difícil. Em abril também houve aumentos e foi para a faixa vermelha de preços. 

Além disso, é no outono e inverno que os gastos são maiores, visto que há a necessidade de chuveiros mais quentes e também de manter a luz ligada mais tempo porque o escurecimento acontece cedo nestas estações.  A tarifa da Aneel deve subir cerca de R$4,169 a cada 100 kWH (quilowatt-hora). 

Não há, entretanto, dados exatos de quanto deve ser o aumento provocado pela nova lei. Já se sabe que grande parte da população brasileira deve ser impactada com as mudanças já que apenas 0,7% utiliza a energia solar. 

Gastos a mais para a maioria da população – Energia solar

Para instalar as placas de energia solar, apesar do custo-benefício no decorrer dos anos, sai caro e a maioria da população não tem o valor para realizar esse investimento. 

Em suma, o projeto prevê que cada consumidor gere sua energia através das placas e, o que sobrar e não for consumido, será enviado para outras redes de consumo e haverá um benefício sempre que isso acontecer. 

De acordo com a Abradee (Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica), esse projeto de lei deve gerar um gasto acima de R$ 128 bilhões em 30 anos de aplicação, levando em consideração a inflação e os valores atuais. 

Consequentemente, em até 5 anos, a conta de luz pode ter aumentos de 15%. O presidente da Abradee argumenta que esse é um projeto que tenta beneficiar apenas um grupo muito pequeno (0,7% da população) e prejudicar aos demais por aumentar os preços. 

“A área não precisa mais desse subsídio. Os custos caíram na ordem de 80% nos últimos dez anos, e têm potencial de cair mais ainda. É um projeto que beneficia uma categoria pequena gerando custo aos demais”, disse Marcos Madureira, presidente da Abradee.

Leia mais: Brasileiros que quiserem instalar tecnologia para energia solar estão isentos de imposto

 

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.