Programa Criança Feliz passa de 1 milhão de famílias visitadas; saiba mais

Programa está em 2.874 municípios nas cinco regiões do país

0

Principal estratégia de atenção à primeira infância do Governo Federal, o Programa Criança Feliz é executado pelo Ministério da Cidadania e superou a marca de 1 milhão de famílias visitadas.

A saber, são 1,2 milhão de crianças e 313 mil gestantes que já tiveram acompanhamento, passando de 1,5 milhão de pessoas.

Programa Criança Feliz passa de 1 milhão de famílias visitadas; saiba mais
Programa Criança Feliz passa de 1 milhão de famílias visitadas – Foto: Matheus Bacelar/ Ministério da Cidadania

Criança Feliz

De acordo com informações compiladas pela Secretaria Nacional de Atenção à Primeira Infância, 2.874 municípios nas cinco regiões do país registram presença de equipes de visitadores. No somatório, são 58,3 milhões de visitas domiciliares desde 2017, quando o programa foi instituído.

O estado com maior número de famílias visitadas é a Bahia, com 166.156 e 417 municípios com adesão ativa em janeiro de 2022.

Na sequência aparece o Ceará, com 129.759 famílias visitadas e 184 municípios ativos, e o Maranhão, com 126.713 famílias visitadas e 217 municípios com adesão ativa.

Desde janeiro de 2019, o Governo Federal intensificou os investimentos no Criança Feliz. Houve aumento no repasse de recursos aos estados e municípios, com investimento superior a R$ 860 milhões de 2019 ao fim de 2021.

“O Criança Feliz leva o Governo Federal para dentro das casas das famílias vulneráveis. Não só carregando a perspectiva de intervenção para o desenvolvimento infantil, mas observando outras possíveis vulnerabilidades da família, para articular potenciais atendimentos adicionais dentro da rede governamental”, disse a secretária nacional de Atenção à Primeira Infância, Luciana Siqueira.

Primeira infância

A primeira infância corresponde ao período da gestação até os seis anos e é considerada uma janela de oportunidade. É a fase em que a plasticidade cerebral do ser humano é maior para receber estímulos externos.

No Criança Feliz, meninos e meninas são estimulados nos aspectos de linguagem, cognição, vínculos afetivos e socialização.

O programa traz, inclusive, a perspectiva de que é possível trabalhar com as crianças com materiais simples, disponíveis em casa, sem investimentos caros.

Remoto e adaptado

Durante a crise sanitária do Covid-19, o Criança Feliz foi reorganizado com ações inovadoras para continuar com os atendimentos, por meio de estratégias e ferramentas tecnológicas para capacitação e visitas remotas.

Video-chamadas por celular foram adotadas e visitas com todo o aparato de segurança sanitária foram realizadas nas comunidades em que o celular não era uma opção.

Com informações do Ministério da Cidadania

Leia também: Consegui um emprego! Vou perder meu benefício do Auxílio Brasil? Saiba aqui

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.