Auxílio Brasil: Ministério da Cidadania afirma que zera a fila de espera agora em janeiro

Confira as últimas informações sobre o programa social

0

O Ministério da Cidadania informou, por meio de nota ao jornal Extra, que zerou a fila de espera de 2021 para o Auxílio Brasil, incluindo cerca de 2,7 milhões de famílias na competência de dezembro, que será paga agora em janeiro.

Como já veiculado aqui no Brasil 123, os depósitos da terceira parcela do programa terão início no dia 18 de janeiro.

Com essa inclusão, o programa que substitui o Bolsa Família alcançará cerca de 17 milhões de famílias.

“O Auxílio Brasil alcança mais de 17 milhões de famílias, o maior patamar de atendimento da história dos programas permanentes de transferência de renda do governo federal. A ação demonstra o compromisso desta gestão em garantir e ampliar continuamente o atendimento nas ações de proteção social para os cidadãos mais vulneráveis”, transmite a nota.

Auxílio Brasil: Ministério da Cidadania afirma que zera a fila de espera agora em janeiro
Auxílio Brasil: Ministério da Cidadania afirma que zera a fila de espera agora em janeiro – Imagem: Brasil 123

Ampliação do Auxílio Brasil

A saber, as pessoas que se enquadram nos requisitos para serem enquadradas no programa, podem verificar se tiveram o seu cadastro aprovado ou não através do aplicativo Auxílio Brasil, digitando o número do CPF, ou ainda por meio da consulta pelo Cadastro Único.

É importante destacar que por meio da nota, o Ministério da Cidadania ainda afirma que o Auxílio Brasil, como programa permanente, terá ingresso recorrente de novos beneficiários. O ingresso e a permanência das famílias ocorrem a partir da inscrição no Cadastro Único.

Auxílio Brasil de R$ 400

Em dezembro, o programa passou a repassar o valor mínimo de R$ 400 com a medida do Benefício Extraordinário.

É preciso saber que para o recebimento, a inscrição no CadÚnico é uma das exigências, mas isso não garante a entrada imediata no programa.

O decreto que regulamenta o programa determina que as famílias devem ser priorizadas a partir de critérios baseados em indicadores de situações de vulnerabilidade social e econômica.

Terceira parcela no dia 18

Os pagamentos terão início dentro de duas semanas. As parcelas ficam disponíveis para saque por 120 dias após a data indicada no calendário. Se o dinheiro não for retirado no prazo, volta para o governo.

  • NIS de final 1 – 18 de janeiro;
  • NIS de final 2 – 19 de janeiro;
  • NIS de final 3 – 20 de janeiro;
  • NIS de final 4 – 21 de janeiro;
  • NIS de final 5 – 22 de janeiro;
  • NIS de final 6 – 25 de janeiro;
  • NIS de final 7 – 26 de janeiro;
  • NIS de final 8 – 27 de janeiro;
  • NIS de final 9 – 28 de janeiro;
  • NIS de final 0 – 29 de janeiro.

Confira também: Regras para o empréstimo consignado INSS mudam em 2022; conheça

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.