Produção de petróleo e gás recua em novembro de 2020, aponta ANP

Houve redução de 4,1% na produção de petróleo e de 2,8% na de gás natural

1

A produção de petróleo e gás natural no Brasil registrou queda em novembro de 2020, na comparação com outubro. O recuo no petróleo chegou a 4,1%, já em relação ao gás natural, a retração foi um pouco menor, de 2,8%. A saber, as quedas foram ainda mais expressivas quando comparadas com o mesmo período de 2019 (10,9% na produção de petróleo e 7,5% na de gás). A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou as informações nesta segunda-feira, dia 4, através do Boletim Mensal de Produção de Petróleo e Gás.

De acordo com o levantamento, houve a produção de 3,550 milhões de barris diários de óleo equivalente (MMboe/d). Deste total, houve 2,755 milhões de barris por dia (MMbbl/d) de petróleo e 126 milhões de metros cúbicos por ida (MMm3/d) de gás natural. Aliás, a ANP afirmou que o recuo observado na produção ocorreu, principalmente, devido a paradas programadas ou provocadas por necessidades operacionais de plataformas de extração. Nesse sentido, os maiores acontecimentos vieram dos seguintes campos: Búzios e Tupi, que ficam na Bacia de Santos, no polígono do pré-sal; Albacora, localizado na Bacia de Campos; e Atlanta, também na Bacia de Santos.

 

Produção também cai no pré-sal

Em resumo, a produção no pré-sal também apresentou queda em novembro. O resultado chegou a 2,422 MMboe/d de petróleo e 79,808 MMm3/d de gás natural. Assim, com a soma dos valores, houve retração de 4,4% na comparação com outubro. Já em relação a novembro de 2019, a queda chegou a 6,4%. Vale ressaltar que a produção no pré-sal corresponde a 68,3% do total nacional. Além disso, sua origem vem de 116 poços.

Ao mesmo tempo, a ANP também informou que houve aproveitamento de 97,5% do gás natural produzido. Do total da produção, 54,7 MMm3/d foram disponibilizados ao mercado. A queima do gás em novembro chegou a 3,1 MMm3/d, o que corresponde a um aumento de 3,7% em comparação a outubro. Por outro lado, em relação a novembro de 2019, houve redução de 8,6% na taxa.

 

Por fim, o boletim também indica o campo de Tupi, no pré-sal da Bacia de Santos, como o maior produtor de petróleo e gás natural do país. Houve o registro de 849 MMbbl/d de petróleo e 37,4 MMm3/d de gás natural.

 

LEIA MAIS

Preços das indústrias extrativas caem em novembro, após sete altas seguidas

Inflação medida pelo IPC-S apresenta retração em seis das sete capitais pesquisadas

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Produção de petróleo e gás recua em novembro de 2020, aponta ANP […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.