Prévia do PIB tem leve alta em novembro, após 4 meses de queda

Indicador do BC sobe 0,69% no penúltimo mês do ano e passa a acumular crescimento de 4,59% em 2021

0

A atividade econômica do Brasil cresceu 0,69% em novembro de 2021, na comparação com o mês anterior. A saber, os números passam por um ajuste sazonal para que haja “compensação” em relação aos períodos diferentes. E é assim que o Banco Central (BC), responsável pelo Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), realiza este levantamento.

Em resumo, o avanço interrompe uma sequência de quatro quedas consecutivas do indicador, considerado a ‘prévia’ do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. A propósito, o BC divulgou o IBC-Br nesta segunda-feira (17).

O indicador havia crescido 0,27% em novembro do ano passado, na comparação mensal. Em ambos os períodos, o que explica o fraco desempenho é a base comparativa forte, visto que o PIB despencou nos primeiros meses da pandemia da Covid-19. Além disso, o cenário econômico nacional também enfrenta dificuldades há tempos.

Com o acréscimo do resultado de novembro, o IBC-Br subiu para 138,08 pontos. Apesar do avanço mensal, o indicador continua abaixo do nível de fevereiro de 2020 (139,48 pontos), último mês antes da decretação da pandemia.

Além disso, vale destacar que a prévia do PIB brasileiro passa a acumular expansão de 4,59% em 2021. Já nos últimos 12 meses, o indicador registra um crescimento de 4,30%. Ambos os dados se referem aos 12 meses anteriores e fazem parte da série sem ajuste sazonal.

Entenda o indicador do BC

A saber, o IBC-Br é uma ‘prévia’ do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Dessa forma, o IBC-Br avalia a evolução da atividade econômica do Brasil e ajuda o Banco Central na tomada de decisões em relação à taxa básica de juros, a Selic.

Com isso, o índice abrange informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos. Assim, o BC contabiliza tudo isso para determinar a prévia do PIB do país, mesmo que não figure como o indicador oficial do país. Aliás, quem divulga o PIB oficial é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Por fim, o BC criou o indicador para realizar um acompanhamento mensal da atividade econômica do país. No entanto, o indicador oficial é o PIB calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), cuja divulgação ocorre de maneira trimestral.

Leia Mais: Inflação medida pelo IPC-S desacelera, aponta FGV

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.