Preço do seguro de automóveis fica estável em agosto

Preço ficou 12,5% mais barato entre janeiro e julho; TEx revela que gênero, idade e moradia influenciam valores do seguro

0

Após registrar queda de 12,5% entre janeiro e julho, o preço do seguro de automóveis se manteve estável em agosto. De acordo com o Índice de Preços do Seguro Automóvel (IPSA), da TEx, os valores variam mensalmente e levam em consideração questões como gênero, faixa etária e moradia do motorista.

Em resumo, o IPSA caiu nos primeiros meses do ano, mas se estabilizou em agosto. De toda forma, os motoristas conseguiram econtrar preços menos salgados no decorrer do ano. Por exemplo, caso uma pessoa contratasse o serviço para um veículo de R$ 50 mil, pagaria R$ 2.800 pelo seguro em janeiro. No entanto, esse valor cairia para R$ 2.450 em agosto, visto que o percentual fixado do índice recuou de 5,6% em janeiro para 4,9% em agosto.

Além disso, o estudo da TEx também revelou que homens pagam mais caro pelo seguro do seu automóvel. Em suma, homens se envolvem mais do que mulheres em acidentes graves e com perda total de veículos. Por isso, o valor final do seguro ficou quase 21% mais caro para os homens.

Veja mais detalhes do levantamento

Por falar nisso, a definição do preço do seguro leva em consideração outros aspectos. A saber, pessoas nascidas entre 1990 e 2014, que corresponde à ‘geração Z‘, pagaram quase o dobro dos motoristas conhecidos como ‘Baby Boomer’, nascidos entre 1943 e 1964.

Outro fator que altera o valor do seguro é a localidade em que o segurado reside. Em síntese, pessoas que moram em cidades de 10 a 20 mil habitantes pagam os menores valores do mercado para contratar um seguro. Por outro lado, motoristas de cidades entre 100 e 500 mil habitantes pagam os maiores valores.

A idade do veículo também influencia o valor do seguro, bem como o seu preço na tabela Fipe e a quantidade de quilômetros rodados. A propósito, o seguro de um carro usado, de 6 a 10 anos, custa quase duas vezes mais que o seguro de um carro zero KM.

Por fim, o índice é produzido através de dados do TEx Analytics. Essa ferramenta de inteligência de mercado se divide em seis indicadores e mede a inflação geral do país. Além disso, leva em consideração segurados de ambos os sexos no país.

Leia Mais: Taxa de desemprego cai para 13,1% em julho, diz Ipea

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.