PF desarticula grupo que atuava em furtos e roubos nos Correios

A PF revelou que foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e seis mandados de busca e apreensão, todos no estado de São Paulo

0

Agentes da Polícia Federal (PF) estiveram ativos nesta quinta-feira (08) na Operação Policial “Tracking”, deflagrada pela entidade a fim de combater furtos e roubos em agências dos Correios e instituições bancárias em diversos estados do Brasil.

Entregador dos Correios será indenizado após ser assaltado 23 vezes

Em nota, a PF revelou que foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e seis mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela Justiça Federal de Pouso Alegre, em Minas Gerais, e cumpridos nas seguintes cidades, todas no estado de São Paulo:

  • Várzea Paulista (três mandados de prisão temporária e três mandados de busca e apreensão);
  • Campo Limpo Paulista (um mandado de prisão temporária e dois mandados de busca e apreensão);
  • E em Praia Grande (um mandado de busca e apreensão).

A investigação da PF

De acordo com a Polícia Federal, as investigações sobre os crimes foram iniciadas ainda em 2018, após uma tentativa noturna de roubo em uma agência dos Correios de São Gonçalo do Sapucaí, em Minas Gerais.

“Naquela oportunidade, os criminosos, que tinham base operacional no estado de São Paulo, arrombaram as instalações dos Correios e tentaram subtrair dinheiro”, detalhou a entidade. No decorrer das apurações, os investigadores constataram que um grupo de três indivíduos, utilizando mais de um veículo, esteve na região no dia do evento.

“Por meio de análise de cenário de crime e cruzamento de informações, a PF identificou que outras pessoas se aliaram aos suspeitos originais, para praticar outros crimes contra o patrimônio, tendo como alvos agências dos Correios em São Paulo e Goiás”.

Segundo a Polícia Federal, essas agências alvos ficam localizadas em Jacareí, Americana e Campo Limpo Paulista, em São Paulo, e também em Catalão, cidade localizada no estado de Goiás. Somente nesta última, os criminosos conseguiram furtar cerca de 184 mil reais.

Por fim, a PF revelou que os suspeitos pelos crimes das agências dos Correios estão sendo investigados por crimes de furto qualificado, roubo e associação criminosa, cujas penas somadas chegam a 25 anos de reclusão.

Leia também: Correios abaixam preços dos fretes PAC e Sedex; veja outras novidades

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.