Movimento Verde-Amarelo: o que é e características

0

Conhecido também como Movimento Verde-amarelismo, aconteceu quando um grupo criado na primeira fase do Modernismo, pelos representantes Cassiano Ricardo (1895-1974), Menotti del Picchia (1892-1988), Guilherme de Almeida (1890-1969) e Plínio Salgado (1895-1969), tinham a ideia de publicar manifestos sobre o Modernismo. Daí o nome de Movimento Verde-Amarelo.

Os artistas, queriam apresentar propostas diferentes para disseminar cada vez mais a arte, com publicações que falavam sobre o Modernismo, Pau-Brasil, Regionalismo, Antropofagia e o Movimento Verde-Amarelo.

Um breve resumo

Alguns deles satirizavam bastante suas raízes sociais e acadêmicas, enquanto pregava o nacionalismo seguindo uma linha mais primitiva, com valorização e um passado histórico marcante, sempre temperado com muita crítica.

Em 1924, Oswald de Andrade escreveu uma poesia em forma de manifesto, chamada “Pau-Brasil, que fez parte do Movimento verde-amarelo que se iniciava em São Paulo. Isso gerou toda uma reação ao nacionalismo, que também criou um excesso de patriotismo com tendências nazifascitas na época.

Em 1927, o Movimento verde-amarelo se tornou a Escola da Anta, que foi seguido pelo movimento Antropofágico no ano seguinte pela parceria feita entre Tarsila do Amaral (1886-1973), Oswald de Andrade e Raul Bopp (1898-1984).

Características do movimento

Uma das melhores características que definem o movimento verde amarelo ou Movimento Escola da Anta, foi da exaltação do Brasil, que ao mesmo tempo que tinha uma certa hostilidade ao que era estrangeiro, também mantinha uma ideologia fascista, com base no racismo que era bem presente no manifesto também.

A escola da Anta ficou conhecida por esse nome, devido a sua representação com a nacionalidade nacional, que levava em consideração um contexto mítico, cultural tupi desse animal, representado por uma das principais tribos indígenas brasileiras.

Contexto histórico

Em 1930º grupo acabou se dividindo, quando surgiu o integralismo e o bandeirismo, e então se rompeu. Os integralistas, foram liderados por Plínio Salgado, enquanto que os bandeiristas tiveram como líder Cassiano Ricardo, e o restante do grupo, esse que teve muito apoio de outros intelectuais na época.

O movimento tinha como proposta o fortalecimento do Estado, principalmente contra o fascismo e o comunismo, e visava defender fronteiras, a cultura e evitar que ideologias muito diferentes penetrassem na população.

Embora o Movimento Verde-amarelo tenha sido um movimento modernista, o lema era bastante taxativo, e implica no rompimento radical da cultura que vinha de fora, construindo assim a originalidade em várias obras.

Leia mais: Mil e Uma Noites: Crítica e resenha da obra

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.