Montadora GWM anuncia fábrica de veículos elétricos e híbridos em SP

Investimento da Great Wall Motors superará R$ 10 bilhões na fábrica, que deverá gerar 2 mil empregos até 2025

0

A montadora chinesa Great Wall Motors (GWM) anunciou nesta quinta-feira (27) que trará uma fábrica para Iracemápolis, no interior de São Paulo. De acordo com a montadora, a fábrica produzirá veículos elétricos e híbridos.

A saber, essa será a maior operação da GWM fora da China. Aliás, a fábrica terá capacidade de produzir 100 mil veículos por ano. A expectativa é que o faturamento da montadora chegue a R$ 30 bilhões em 2025 com a fábrica. Além disso, a GWM espera gerar 2 mil empregos até 2025.

Em suma, o objetivo da montadora é transformar a fábrica em um centro de exportação para a América Latina. Ao mesmo tempo, a GWM pretende trazer desenvolvimento para o mercado brasileiro através de uma tecnologia eletrificada e inteligente.

A montadora também afirma que a fábrica em Iracemápolis deverá estimular a indústria local de fornecedores. Com isso, conseguirá criar uma rede de eletropostos no país.

A propósito, a GWM comprou a planta da fábrica da Mercedes-Benz no ano passado. A aquisição englobou o terreno de 1,2 milhão de metros quadrados, bem como todos os prédios e equipamentos de produção da fábrica.

Segundo a montadora chinesa, a fábrica passará por uma modernização até o final deste ano. Em resumo, isso incluirá processos digitais na produção, além de contar com uma linha de montagem inteligente.

Veja detalhes da operação da GWM no Brasil

A GWM lançará apenas SUVs e picapes híbridos e elétricos no Brasil. Essa decisão se baseou no desejo dos brasileiros, que indicaram a preferências por esses dois segmentos, segundo a montadora chinesa.

Vale destacar que a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) revelou que a venda de SUVs cresceu 26% no ano passado. Já o segmento de picapes registrou um crescimento percentual bastante semelhante, de 25%.

A saber, a GWM foi considerada a sétima montadora mais valiosa do mundo em outubro de 2021. A empresa também é a quarta maior fabricante global de picapes médias, e tem mais de 50% de participação do mercado chinês, onde ela lidera há 24 anos.

Leia Mais: Consulta a dinheiro ‘esquecido’ em bancos só em fevereiro, diz BC

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.